A educação é prioridade

São Roque viveu o último ano literalmente “à espera de um milagre”. Elegeu um novo prefeito, apostou as fichas na mudança e no progresso. O que vimos neste primeiro ano de mandato foi uma tentativa de recuperação financeira da prefeitura, que foi muito válida para que a partir de agora novas prioridades e projetos possam ser viabilizados. Com as contas da cidade “quase em dia” os administradores estão prontos para pensarem no que realmente precisa de urgente atenção, e a educação pede socorro.

As imagens que vemos hoje de algumas escolas municipais em São Roque entristecem. Infraestrutura comprometida, perigos iminentes nos prédios com o grande acúmulo de mato nas principais áreas, infiltrações, portas enferrujadas, parte elétrica e hidráulica com problemas. São 51 escolas e mais de 13 mil alunos vivendo isso diariamente. Isso sem falar do problema, que é nacional, a pouca valorização daquele que é fundamental no processo de aprendizagem, o professor.

A educação precisa de mais atenção. Além de muitos outros problemas que a cidade precisa enfrentar, como saúde, transporte e segurança, a educação precisa estar na frente. Mais creches, mais funcionários, melhor infraestrutura. Segundo um levantamento feito pelo movimento Todos Pela Educação em 2016 com base no Censo Escolar de 2015, apenas 4,5% das escolas públicas do país tem todos os itens de infraestrutura previstos em lei, no Plano Nacional de Educação (PNE). Na outra ponta, 0,6% das escolas apresenta uma infraestrutura considerada avançada, com sala de professores, biblioteca, laboratório de informática, quadra esportiva, parque infantil, além de laboratório de ciências e dependências adequadas para atender a estudantes com necessidades especiais.

Quando questionados, os gestores municipais garantem que a educação será a prioridade de 2018. Cuidar das escolas é o mínimo que se espera, pois é nelas que o futuro começa a acontecer. Não só em São Roque, mas em toda a nossa região, esperamos que 2018 seja um ano de conquistas para as pessoas que batalham todos os dias por uma vida e uma sociedade melhores. Com “São Roque em boas mãos” de verdade tudo pode ser diferente, e mais um ano inteiro está com as páginas em branco pronto para receber o presente que fará a diferença no futuro. Sugerimos que agora entre em cena o slogan “Mãos à obra”.