A mentira nas pesquisas de voto


Caro leitor, estamos nos aproximando das eleições do primeiro turno, e como já é do conhecimento de todos, a briga está acirrada, pelo menos é o que mostram as pesquisas. Estou em contato constante com pessoas que viajam pelo país, e o que me dizem é diferente do que os institutos de pesquisas estão afirmando. Brasileiros que estão fora do Brasil, estão indignados com os acontecimentos por aqui, pois o que está sendo mostrado, e as informações que estão sendo passadas pela mídia, não estão de acordo com a realidade que eles enxergam. A TV mostra suas manifestações no estrangeiro dando a entender que é para uma coisa, embora o motivo seja outro. Para agravar, recebi a denúncia de uma pessoa que está trabalhando nas pesquisas, e ela afirma que a preferência dos pesquisados é muito diferente do que está sendo mostrado pela mídia. Evangélica, se recusa a participar dessa mentira, e mesmo correndo o risco de perder essa oportunidade de trabalho, ela prefere falar a verdade.

Equipes do sistema bancário, que também faz suas pesquisas para acompanhar as tendências do mercado, são unânimes em afirmar que seus resultados são diferentes dos apresentados, pelos institutos, o que mostra que algo muito estranho está acontecendo.

Como podemos ver, estamos vivendo em um país onde a mentira é a moeda corrente mais forte. Muitos mentem descaradamente, humilhando a inteligência do povo. Não podemos mais confiar em nada do que é dito por parte do governo, ou da mídia tendenciosa. Há emissoras de TV que deturpam os fatos numa clara intenção de mudar a opinião dos eleitores. Não é mais jornalismo, é política, e das mais sujas, uma vez que falta com a verdade, e fere o mais importante princípio da informação, que é mostrar os fatos como eles verdadeiramente são.

Portanto, caro leitor, não confie nas pesquisas para decidir seu voto, pois elas estão sendo feitas para convencer você e fazê-lo mudar de opinião, obedecendo à vontade de seus articuladores. Siga seu palpite, faça valer suas convicções, e acima de tudo, pense no que será melhor para o Brasil, pois se errarmos mais uma vez, o nosso futuro e dos nossos filhos, talvez não mereça ser vivido. Lembrem-se de que há um movimento forte para transformar o Brasil em socialismo, o que nos equipararia à Venezuela, com toda a tragédia que está havendo lá. O seu voto é decisivo para que isso não aconteça. Não é hora de nos envolvermos com ideologias fantasiosas de políticos, mas sim de livrarmos nossa própria pele.