A vinda dos novos tempos


Os ventos mudaram de direção, e será preciso mudar a posição das velas para que o navio rume na direção desejada.
A analogia se aplica aos nossos dias de hoje, diante da nova realidade que se implantou no país. O Brasil já está se modificando, e muitos setores estão se readaptando a “toque de caixa” para fazer frente aos novos ditames que estão se propagando pela nação. Os abusos não estão mais sendo tolerados, e a ordem é implantar a disciplina em todos os nichos da sociedade.

O braço da lei está mais forte, e as polícias poderão cumprir seu papel sem as amarras que os governos anteriores, coniventes com os criminosos e suas ações, impunham aos agentes da lei, isso em parceria com a fraudulenta turma dos “direitos humanos”, cujo único papel era o de acalentar os criminosos, desprezando suas vítimas.

Os governos estaduais, a exemplo de São Paulo e Rio de Janeiro, já deram “carta branca” para a polícia tratar os bandidos como bandidos, a despeito dos clamores esquerdistas que dizem ser um absurdo a polícia alvejar um bandido, apenas por ele estar portando um fuzil. A novidade é que agora o cidadão de bem também poderá possuir uma arma para sua defesa, coisa inaceitável até então, uma vez que apenas os bandidos as podiam ter.

As medidas de austeridade e de acerto da equipe econômica fizeram a Bolsa de Valores atingir níveis históricos, e o índice tende a subir mais ainda. Já se fala em corte de impostos, redução de preços, implantação de escolas militares, desaparelhamento petista, eliminação de cargos desnecessários e de “cabides de emprego”, bem como de mordomias abusivas etc. As despesas estão diminuindo, e o dinheiro vai começar a sobrar, pois não está mais sendo “jogado fora”.

Junto com isso, uma onde de nacionalismo, como há muito tempo não se via, está aflorando naturalmente nas pessoas de bem, inspiradas pelo sentimento de patriotismo difundido pelos militares que estão compondo o quadro governamental, juntamente com os demais ministros de índole igual. É um novo astral, se irradiando dos edifícios da Esplanada dos Ministérios e do Palácio da Alvorada, que por tanto tempo foram cobertos pelas horríveis bandeiras vermelhas.

A repercussão do nome de Bolsonaro pelo mundo é emocionante, e, segundo relatos de brasileiros no exterior, em muitos países, o povo está clamando por um “Bolsonaro” em seus governos. A postura patriota do Nosso Presidente está inspirando uma onde de nacionalismo pelo mundo, bem como o exemplo de que é possível mudar.

Embora ainda tenhamos sérios problemas a resolver como o STJ, e Gleisi Hoffmann que usa o PT para difamar o Brasil no exterior, o sentimento dominante é o de BRASIL ACIMA DE TUDO, E DEUS ACIMA DE TODOS. Vai dar certo.

Texto: Disney Medeiros Raposo