Agronotícias

S. MIGUEL ARCANJO
Os produtos dos 39 integrantes da Associação Cultural e Recreativa São-miguelense, em São Miguel Arcanjo, ganharam um ponto próprio de comercialização desde segunda-feira, 2 de outubro, que aumentou em 20% a produção agrícola. Foi inaugurada a agroindústria “Sunao Kodawara” da entidade focada na fruticultura, principalmente uva. “Esse incentivo levou ao aumento da nossa produção de 150 para 180 hectares na área de plantio”, quantificou Hélio Keichi Mori, vice-presidente da Associação.

AGRICULTURA FAMILIAR
A Associação de Pequenos Produtores Rurais de Piedade (SP), (Apprupi) ganhou mais condições de expandir a comercialização de sua produção com as melhorias entregues na segunda-feira, 2 de outubro. A entidade foi beneficiada com caminhão com refrigeração, câmara-fria, palets, caixas plásticas e embaladora. Os equipamentos foram adquiridos via Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável Microbacias II – Acesso ao Mercado, em um investimento total de R$ 221.745, e ampliarão as condições de transporte das frutas e olerícolas da Associação.

ITAÍ
O secretário da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA), Arnaldo Jardim, ao lado de representantes da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) e de autoridades municipais e estaduais, entregou um packing house para a Associação de Agricultores Hortifrutigranjeiros Familiares de Itaí (Agrifai), município da área de atuação da CATI Regional Avaré, na segunda-feira (2).

PIRACICABA
Aconteceu em Piracicaba, de 26 a 29 de setembro, o curso teórico-prático sobre inseminação artificial em bovinos leiteiros. A capacitação foi ministrada pela médica veterinária Flávia Vasques, especialista em reprodução de bovinos e responsável pela Casa da Agricultura de Santa Maria da Serra. A atividade contou com a presença de 11 participantes, entre produtores e filhos de produtores de leite dos municípios de São Pedro e Charqueada.

BAIXA OFERTA DE MANDIOCA
Os preços da mandioca, que atingiram patamares recordes na última semana de setembro, seguem firmes. Segundo colaboradores do Cepea, muitos dos produtores com mandioca disponível para comercialização têm priorizado o plantio, devido às recentes chuvas, mantendo baixa a oferta de raízes no mercado. Nesse cenário, a disputa da indústria pela matéria-prima continuou elevada, sustentando os valores.
(Fontes: Cati, Cepea/Esalq).