AgroNotícias por Mauricio Picazo Galhardo

MERCOSUL – UE. Em momento histórico, aguardado há 20 anos, o Mercosul e a União Europeia fecharam, em Bruxelas, o acordo comercial entre os dois blocos. Nos últimos dois dias, os ministros intensificaram as negociações. Pelo lado brasileiro, estão a ministra da Agricultura, Tereza Cristina; o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo; e o secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Marcos Troyjo.ACORDO. “Não existe acordo em que um só ganha. É claro que ganhamos em algumas coisas mais, outras menos”, disse a ministra. O acordo prevê a eliminação da cobrança de tarifas para suco de laranja, frutas (melões, melancias, laranjas, limões e outras), café solúvel, peixes, crustáceos e óleos vegetais. Atualmente, 24% das exportações brasileiras entram na UE livres de tributos. Com o acordo, o fim das tarifas de importação chegará a quase 100% das exportações do Mercosul.
PARABÉNS!
 Durante a entrevista, a ministra recebeu telefonema do presidente Jair Bolsonaro, que estava em Osaka (Japão) na reunião do G20, parabenizando toda a delegação brasileira pela conclusão do tratado. “Foi uma feliz coincidência com o trabalho de todos e hoje temos esse acordo histórico depois de 20 anos”, disse a ministra, ao informar que o presidente citou também o trabalho do ministro Paulo Guedes (Economia).  
PESTICIDAS. O Brasil aparece em 44º posição em um ranking da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) sobre uso de defensivos agrícolas. Segundo os dados da entidade, o consumo relativo no país foi de 4,31 quilos de defensivos por hectare cultivado em 2016. Entre os países europeus que utilizam mais defensivos que o Brasil, aparecem Países Baixos (9,38 kg/ha), Bélgica (6,89 kg/ha), Itália (6,66 kg/ha), Montenegro (6,43 kg/ha), Irlanda (5,78 kg/ha), Portugal (5,63 kg/ha), Suíça (5,07 kg/ha) e Eslovênia (4,86 kg/ha).

SEMENTES. Representantes do setor agrícola começaram a discutir propostas para modernizar as regras relacionadas à atividade de produção de sementes e mudas no Brasil. O encontro foi organizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e ocorreu na sede do órgão, em Brasília.
MARACUJÁ. Cientistas da Embrapa desenvolveram o primeiro sistema orgânico do País para a produção do maracujazeiro. Experimentos realizados no município de Lençóis, na Chapada Diamantina, Bahia, mostraram níveis de produtividade muito superiores aos registrados no sistema convencional no estado: 28 toneladas por hectare (t/ha) contra 10,5 t/ha, em média.

PRÊMIO. Dois pesquisadores da Embrapa foram agraciados com o Prêmio Andef Inovação para Sustentabilidade na Agricultura. Yeda Maria Malheiros de Oliveira, da Embrapa Florestas, destaque na categoria Personalidade, e Gherman Garcia Leal de Araújo, da Embrapa Semiárido, na categoria Sustentabilidade, receberam o prêmio durante o Fórum Internacional para Sustentabilidade na Agricultura, realizado em Brasília-DF. 
HOLAMBRA. O secretário da Agricultura do Estado de S.Paulo, Gustavo Junqueira, visitou e comentou na sua página no Instagram: “visitei hoje o maior ecossistema de flores da América Latina em Holambra. Simplesmente fascinante!!! Uma comunidade inteira de pequenos e médios produtores gerenciando com a mais alta eficiência o negócio de flores. Desde o desenvolvimento genético, passando pela produção e chegando até o cliente final com excelência e governança. Meus parabéns!!!”
ESPAÇO. Mesmo com pouco espaço, é possível produzir nos grandes centros urbanos. Segundo o pesquisador da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, José Antônio Alberto da Silva, é possível produzir acerola, gabiroba, amora, araçá, goiaba, pitanga e jabuticaba até mesmo em vasos. Silva explica que essas frutas nem sempre são fáceis de serem encontradas nos supermercados das grandes cidades. (leia matéria completa: www.agricultura.sp.gov.br)
CAPACITAÇÃO. Agricultores familiares e demais participantes do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) em São Paulo recebem, a partir desta semana, a visita dos técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a realização de palestras orientativas sobre as normas e regras para operacionalização do programa na modalidade de Compra com Doação Simultânea. 
EDITOR.O jornalista Mauricio Picazo Galhardo tem 62 anos, é paulistano do bairro do Brás. Esteve por dois anos morando no exterior; na República Oriental do Uruguai, República do Paraguai e República Argentina. Em 2013 se interessou pelo setor do agronegócio, onde agora tem esta coluna semanal de noticias do agronegócio em geral. Também é o autor do quadrinho semanal Agro-Cartoon, publicado no site: www.agro-cartoons.blogspot.com.br.
Email:

[email protected]