Ciclo vicioso impede ciclo virtuoso


Bem debaixo dos nossos olhos, na pacata São Roque, e, por muitas vezes, até mesmo na Praça da Matriz, um verdadeiro mercado de drogas funcionava a qualquer momento do dia. Para não se expor indo até a chamada “boca de fumo”, os usuários da cidade optavam por uma forma “menos perigosa” de comprar sua porção. Encomendavam pelo WhatsApp, pagavam um pouco mais caro por isso e pronto, a droga estava na mão.

A cegueira pelo vício, certa “ingenuidade” ou autoconfiança em excesso? O que fez essas pessoas pensarem que um esquema como esse não seria descoberto pela polícia? E agora, como se esconder das investigações? As mensagens estão registradas, os próprios pais de alguns jovens “consumidores” denunciaram o esquema e uma rigorosa investigação vai começar.

Na semana passada um idoso foi detido cultivando 28 pés de maconha, alegando ser para consumo próprio. De acordo com informações da PM, as plantas estavam sendo cultivadas em estufas climatizadas montadas no interior de um dos banheiros da casa. O equipamento dispunha de timer para a irrigação e lâmpadas especiais que simulavam a luz solar. Além disso, foram encontrados no local balança de precisão, nutrientes líquidos, climatizador, esterilizador de ambiente e uma espingarda de pressão. Todo o material foi apreendido. O homem de 62 anos vai responder em liberdade.

Não existe hora, lugar e nem idade. O tráfico e o consumo de entorpecentes são problemas crônicos no mundo. Ilude-se aquele que busca conforto, alegria ou qualquer outra boa sensação ao usar uma droga. Drogas viciam, são perigosas e podem matar. Uma das principais preocupações do brasileiro tem sido a segurança pública e, principalmente o tráfico, é o que mantém a criminalidade sustentada e ativa. Este é um dos principais pontos de reflexão para tirar o poder daqueles que manipulam o crime no país.

As eleições estão chegando, mas para mudar o país não dependemos apenas de políticos, dependemos nas nossas próprias atitudes. Financiar o tráfico é tão criminoso quanto à ação do bandido. Repudiar a droga é repudiar o crime, enquanto dar suporte à mesma é dar suporte aos meliantes.