CIDADE INTELIGENTE POR MAURICIO PICAZO GALHARDO

Então olhei para os céus e ví a cidade …
– Quero saber apresenta:

“… o evento “Oportunidades 2019 – Sebrae e Parceiros no Desenvolvimento Regional” reuniu, no dia 15 de janeiro, o corpo técnico da CATI Regional Botucatu, os membros de associações de produtores rurais, técnicos de empresas, profissionais de instituições de ensino e pesquisa, técnicos de prefeituras e sindicatos; enfim, todos que trabalham com agronegócios. O intuito foi fazer um balanço das atividades desenvolvidas em 2018 e apresentar o planejamento de ações para 2019. Um dos projetos de destaque foi o acompanhamento e desenvolvimento em conjunto entre técnicos do Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e da CATI de um grupo de olericultores dos municípios de Laranjal Paulista e Pereiras, ambos da área de atuação da CATI Regional Botucatu. A olericultura vive hoje um boom, seja pelo fomento de programas como Programa Nacional da Alimentação Escolar (PNAE) e Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), seja pela mudança de comportamento de consumidores e, até mesmo, pela chegada de novas tecnologias ao campo…”

* É ótimo essa parceria do Sebrae – CATI?
* Sebrae e agronegócio dá certo?
* O planejamento 2019 incluindo o agronegócio é bom para todos?

A base da humanidade foi a agropecuária. O homem original veio do campo. As cidades foram construidas bem depois. Hoje com os grandes e médios conglomerados urbanos, é muito necessário direcionar os jovens para as atividades do campo, por que? As cidades produziram muita coisa boa, mas, também apareceu muita coisa ruim. Por exemplo o aumento da criminalidade, a violência, que é muito mais uma coisa urbana que rural. Quando lemos, ou ouvimos ou vemos alguma coisa do campo, isso nos trasporta para a nossa origem. Também tem outra coisa muito importante. O ser humano especialmente o homem da cidade, tem no mínimo quatro refeições por dia, isso é um contato com o mundo rural. Quando comemos um arroz, bebemos um copo de leite isso é rural, veio do campo. Só que com a correria das cidades e vendo somente concreto e coisa e tal, nós perdemos esse contato com o campo. O homem essencialmente urbano perdeu sua conciência agropecuária.
Por hoje é só. Até a próxima quinta-feira com uma palavra cidade inteligente.