CIDADE INTELIGENTE por Mauricio Picazo Galhardo

Então olhei para os céus e ví a Cidade…
– Quero saber apresenta:

“… em viagem oficial à Argentina, o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke, representando a ministra Tereza Cristina, participou dia (12) da Reunião Especializada de Cooperativas do Mercosul para debater estratégias conjuntas e ampliar a atuação do setor nos mercados. Durante o encontro realizado na capital Buenos Aires, Schwanke falou sobre a importância das cooperativas do Brasil no Mercosul e do poder dessas sociedades no fortalecimento dos pequenos e médios produtores do país. “Alinhar a agricultura familiar ao cooperativismo é uma questão de estratégia e desenvolvimento setorial. Um agrega ao outro”, afirmou.
O titular da pasta destacou que o governo brasileiro apoia o cooperativismo e acredita no seu papel efetivo na economia social do país. Na oportunidade, Fernando Schwanke, entregou o documento “Propostas para um Brasil Mais Cooperativo” nas mãos do presidente da Aliança Cooperativa Internacional, Ariel Guardo. O material elaborado pela OCB será utilizado pela Secretaria de Agricultura Familiar na construção do Plano Cooperativo Nacional. A Reunião Especializada de Cooperativas do Mercosul contou com a participação do presidente do Instituto Nacional de Associativismo e Economia Social, Marcelo Collomb, além de representantes do Chile, Uruguai e Paraguai…”

* De onde vem essa idéia de “cooperativa”, o que é isso?
* Cooperativa traz progresso para todos?
* No Brasil, qual foi a primeira cooperativa?

A primeira Cooperativa do Brasil foi a Cooperativa Econômica dos Funcionários Públicos de Ouro Preto, voltada para a produção agrícola, em 1889. A Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) foi criada em 1969. Sem dúvida alguma que a criação de Cooperativas especialmente as agrícolas é uma iniciativa sábia especialmente para agregar e prosperar a agricultura familiar no Brasil. Os agricultures familiares devem se esforçar e serem ajudados à criarem cooperativas, pois como se diz popularmente: a união é força! quando estamos lutando sózinhos é tudo muito mais difícil mas, quando estamos lutando juntos, fica tudo mais fácil de fluir e acontecer. A produção, a comercialização coletiva é muito mais forte quando agregadas várias familias. Uma cooperativa formada por várias familias tem muito mais possibilidades de prosperar. O governo Federal poderia criar sim um meio que venha congregar os agricultores familiares por regiões em todo o Brasil. Tem que ser criado, algo que agregue os agricultores familiares, em 5, 10, 20, 30 familias ou até mais. No âmbito do Mercosul é muito importante a criação de cooperativas para a produção e negociação conjunta que dá resultado mais razoáveis. Dá para fazer. Então vamos fazer. Adelante Brasil!

Por hoje é só pessoal. Até a próxima semana, com a palavra Cidade Inteligente. Até mais.