E se faltar cerveja?


Como o aquecimento global pode fazer com que falte cerveja no mundo?

Não é que os cientistas responsáveis por esse estudo estejam “botando água no seu chopp”. Nem é que o aquecimento global vá acabar esquentando seu copo. Na realidade, conforme mostram os estudos, os fenômenos climáticos podem acabar com os estoques globais de cerveja.

De acordo com a conclusão publicada pelo Nature Plants, as secas e onda de calor simultâneos, que andam agravadas pelo aquecimento global provocado pelo homem, devem levar a declínio brusco o rendimento das colheitas de cevada, principal ingrediente da distinta bebida. A perda de produtividade pode chegar a 17%, fazendo com que dobre ou até mesmo triplique o valor em alguns lugares do mundo.

Considerando as projeções dos cientistas e os níveis atuais de queima de combustíveis fósseis e emissões de dióxido de carbono, os principais produtores de cevada do mundo passarão por secas e ondas de calor cada vez mais frequentes.

É importante lembrar que apenas 17% da cevada produzida no mundo é usada para a fabricação da cerveja. O restante é colhido e se torna alimento para gado. Os pesquisadores se perguntam como será o conflito no futuro, diante da escassez da cevada: os produtores deverão priorizar animais com fome ou humanos com sede?

A conclusão dos cientistas foi que, sim, nessa queda de braço quem costuma ganhar é o gado, e não o homem. Os produtores tendem a privilegiar a cadeia estabelecida do negócio bovino, ao invés de destinar os grãos para a cerveja.

Países mais ricos e amantes da bebida, como Bélgica, Dinamarca, Polônia e Canadá, por exemplo, devem resolver a equação subindo o preço final.

Por outro lado, em países de população mais pobre, como a China e o Brasil, o consumo de cerveja tende a cair.
“Salve o nosso planeta, afinal, ele é o único que tem cerveja”. Charlie Harper

Beba menos, beba melhor!

Para produzir sua própria cerveja entre em contato pelo
e-mail [email protected]
Instagram @roger_santiago_o
#culturacervejeirasr

Texto: Rogério Santiago