Um sonho chamado cerveja


Inicia-se o ano e com ele a expectativa de realização, transformação, desejos e mais desejos. Desde 2013 venho-lhes escrevendo sobre cerveja. Hora conto histórias, desde o surgimento dos primeiros registros da bebida. Hora conto minhas experiências e andanças ao longo desses anos. Um hobby que se tornou profissão, gera satisfação, agrega amigos e cria a expectativas de uma vida melhor. Sigo lutando pelos meus sonhos e faço com que cada passo seja em direção de alcança-los.

Em 2012 dei o primeiro passo rumo ao conhecimento cervejeiro, ao me interessar e buscar informações sobre o processo de produção, equipamentos e insumos. A internet não era tão rápida, as informações não eram tão abundantes e ao contrário do que faço, poucos davam abertura para que se pudesse aprender. Sabe aquela insegurança de passar conhecimento? Medo mesmo de perder espaço? Pura bobagem! Até que surgiu a oportunidade de participar de um curso de produção cervejeira para iniciantes.

Um cursinho simples, porém, foi o start para a busca e aperfeiçoamento. Dois sábados me separavam daquele grande acontecimento que me deixa cada dia mais próximo de realizar um sonho.

Na manhã do primeiro sábado, escutamos um pouco da história e teorias do processo de produção da cerveja e a tarde foi a prática cervejeira, o mágico e ambicioso processo de produção, mão na massa. No sábado seguinte, fomos envasar a cerveja e levar para casa aquela experiência extraordinária. E a ansiedade para esperar com que a cerveja ficasse pronta? E os dias que não passavam logo? Parecia um garoto ganhando uma bola na noite de natal.

Depois desse curso vieram muitos outros, módulos e mais módulos, livros, workshops, palestras, treinamentos e por aí vai.
Foram muitos dias de produção, muitos erros, muito malte moído, muito malte carunchado, litros e litros de água, muito lúpulo e leveduras. Mas, tudo serviu de experiência e a cada dia me sinto mais a vontade com o processo. São assertivas as tentativas que me fazem sentir preparado para dar mais um passo nessa história. Esse processo me encanta e a cada dia quero produzir mais e mais.

Não consigo dizer ao certo quantas vezes produzi, mas da primeira até hoje, posso garantir que a qualidade mudou muito e pra melhor. Isso me faz acreditar que dá pra sonhar e continuar produzindo e aprimorando.

Ontem ouvi uma frase do meu amigo Altair Martins que tomei como inspiração para esse novo ano: “Trabalhe para conquistar seus sonhos. Caso contrário, será pago para conquistar o sonho dos outros”.

Beba menos, beba melhor

Para produzir sua própria cerveja entre em contato pelo
e-mail [email protected]
Instagram @roger_santiago_o
#culturacervejeirasr

Por Rogério Santiago