Deputado solicita construção de viaduto para os bairros Granada, Barreto, Monjolinho e Recanto dos Eucaliptos

Uma luta antiga da população de Mairinque foi pauta da reunião do deputado estadual Cezar com o diretor de Investimentos da Artesp, Pedro Brito, e representantes da comunidade, dia 15. Cezar solicitou a construção de viaduto e alça de acesso aos bairros Granada, Barreto, Monjolinho e Recanto dos Eucaliptos por meio da Avenida Antônio de Oliveira Santos, conhecida como “Estrada do Sertanejo”, cruzando a Rodovia Raposo Tavares.

Apresentando a planta com imagens da área, o diretor afirmou que está com o projeto pronto e a Agência segue com as tratativas junto a concessionária para realização da obra. Segundo Brito, para o Governo do Estado essa é uma importante intervenção que irá beneficiar vários bairros da cidade.

Cezar afirmou que seguirá acompanhando as ações do Estado para execução da obra. “Continuamos na interlocução junto ao Estado para atender esse sonho antigo da população, obra que representa desenvolvimento e mobilidade urbana para a querida cidade de Mairinque”.

Os representantes da comunidade participantes da audiência esclareceram as dúvidas e confirmaram que levarão aos moradores dos bairros daquela região as informações. “Recebemos total atenção e nos passaram detalhes importantes sobre a obra”, disse o Pastor Laurecy Pereira (Igreja Assembleia de Deus Vila Barreto).

José Pedro Cornélio (presidente do Instituto Apoio Brasil) agradeceu ao deputado Cezar o convite para participar da reunião. “Obrigado deputado por nos proporcionar esta oportunidade e pela atenção e preocupação com essa importante obra para nossa cidade.”

O padre Antônio Carlos (pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida) disse que foi uma audiência “com esclarecimentos sobre o projeto feitos por pessoas qualificadas que apresentaram os trâmites e negociações com a concessionária e órgãos do Governo”.

João Marcos Batista da Silva Amaral (coordenador da Igreja Santo Expedito Vila Granada) afirmou que “realmente há um projeto para nossa comunidade e isso foi aberto à população e ao povo religioso de Mairinque”.