Festa para uns, problema para outros

(Foto:Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

Mais antigo torneio de futebol disputado no país, desde 1902, o Campeonato Paulista começa na semana que vem com múltiplas personalidades. Se para alguns trata-se da competição mais importante do ano, para outros trata-se apenas de um estorvo que pode mais ajudar do que atrapalhar no resto da temporada.
O atual campeão Corinthians, por exemplo, estreia em parcelas, com o elenco retornando aos poucos, depois de uma pré-temporada de apenas duas semanas intercalada com uma viagem aos Estados Unidos para jogar nos campos vazios da Florida Cup. Menos mal que o técnico Fabio Carille terá apenas de dar sequência ao bom trabalho realizado em 2017, ainda que vá sofrer com a perda do goleador Jô, negociado com o futebol japonês.

O São Paulo tenta se reencontrar depois de um 2017 desastroso que só não culminou com o rebaixamento à Série B graças a Hernanes. Mantido no cargo, o técnico Dorival Júnior busca um time novo, reforçado por Diego Souza, ao mesmo tempo em que o clube remodela seu comando, agora nas mãos de Raí e Ricardo Rocha, que terão de mostra fora de campo a mesma categoria dos tempos de bola.

No Palmeiras, Roger Machado espera ter paz para poder iniciar seu trabalho. O mesmo acontece com Jair Ventura no Santos, que ainda passou por mudança de diretoria. Para eles, pode-se dizer que o Paulista pode ser glória ou tragédia – vide o caso de Eduardo Baptista no mesmo Palmeiras em 2017, quando a eliminação no Estadual ajudou a torpedear o trabalho do jovem técnico. Ou seja: um sucesso será visto como missão cumprida; um fracasso pode definir uma mudança de rumos. A pré-temporada mais curta, com o início do campeonato antecipado por causa da Copa do Mundo, só aumenta a responsabilidade e dificulta a tarefa dos jovens professores.

Os times da região também encaram o Paulista de forma diferente. Para o São Bento, que no ano passado escapou do rebaixamento só na última rodada, trata-se de um teste importante para a montagem do elenco que, a partir de maio, vai encarar a maratona da Série B, a primeira participação do clube sorocabano num Brasileiro em pontos corridos.

Já o Ituano, fora do cenário nacional nesta temporada, precisará fazer uma boa campanha com pensamento de longo prazo para retornar à Série D do Brasileiro – apenas em 2019, já que os classificados deste ano já estão definidos: Ferroviária, Linense, Mirassol e Novorizontino.
Para o torcedor, fica a expectativa de bons jogos e de um futebol emocionante e disputado, com gols, lances de efeito e muita alegria, afinal é isso que devemos buscar na bola, certo? Vamos em frente e um ótimo Paulistão para todos nós!

Grupos do Paulistão 2018

Grupo A: Corinthians, Bragantino, Ituano e Linense
Grupo B: São Paulo, Ponte Preta, São Caetano e Santo André
Grupo C: Palmeiras, Ferroviária, São Bento e Novorizontino
Grupo D: Santos, RB Brasil, Mirassol e Botafogo

Primeira rodada

Quarta, 17/1

17h
Red Bull x Ferroviária

19h30
São Bento x São Paulo
Linense x Santos
Ituano x São Caetano
Novorizontino x Mirassol

21h45
Corinthians x Ponte Preta
Quinta, 18/1

19h30
Palmeiras x Santo André
Bragantino x Botafogo

Fernando Cesarotti, 39 anos, é jornalista e professor no Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio, em Salto, e na OSE-COC, em Sorocaba. É palmeirense, mas promete ser imparcial nesta coluna. Para ler seus textos parciais, procure o Corneta & Amendoim, no ESPN FC: http://espnfc.espn.com.br/palmeiras/corneta-amendoim