Vendas nos supermercados voltam a crescer com alta de 1,21%

Apesar do crescimento no mês, no acumulado o resultado foi impactado por conta do efeito calendário que teve carnaval em meses diferentes em 2018 e 2019

O faturamento real dos supermercados no estado de São Paulo (deflacionado pelo IPS/FIPE e calculado pela Associação Paulista de Supermercados), no conceito de mesmas lojas – que considera as unidades em operação no tempo mínimo de 12 meses – apresentou aumento de 1,21% em fevereiro comparado ao mesmo mês de 2018.

Já no acumulado dos últimos 12 meses o valor caiu para 0,78%, explicada pelo “efeito calendário” que deixou o carnaval, uma data importante nas vendas dos supermercados, em meses diferentes em 2018 (na segunda semana de fevereiro) e 2019 (na primeira semana de março).

“Para avaliarmos o real desempenho do acumulado do ano vamos ter que aguardar o final do trimestre, uma vez que os dois primeiros meses do ano sofreram muito com o efeito calendário, que teve algumas particularidades como o carnaval em datas diferentes e o forte calor do início de 2019. Esses motivos, que geraram um resultado satisfatório em fevereiro, vão beneficiar o desempenho de março”, explicou o economista da APAS, Thiago Berka.