Justiça expede liminar para Lili Aymar voltar à prefeitura

Na tarde desta sexta-feira, 22, a Justiça expediu uma liminar suspendendo os efeitos da sessão da Câmara de Araçariguama que cassou o mandato da prefeita Lili Aymar.

Na decisão, são citados áudios vazados pela prefeita que indicariam um possível envolvimento de vereadores com a construção de um aterro sanitário na cidade.

A oposição da prefeita para a instalação do tal “lixão” poderia ser, segundo a decisão proferida, o pivô de uma fraude da eleição da comissão da Câmara que avaliou a denúncia contra Lili.

Assim, a Câmara tem trinta dias e o vice-prefeito empossado, Joca, tem 15 dias para se manifestar contra a liminar. Até lá, Lili Aymar volta ao cargo de chefe do executivo de Araçariguama.