Perdão, um olhar além do erro!

Por que é tão difícil perdoar? O que é o perdão? Uma atitude magnânima que nos coloca em alta com o divino? A capacidade de dizer: eu sou aquela pessoa que perdoa a todos que me fazem mal? Enquanto continua com o coração trancado, carregando cargas do passado guardadas como pedras escondidas no peito? Não. Isso é o ego falando de perdão.

Perdão também não é sentir dor e raiva de alguém que acabou de nos ofender, machucar, desvalorizar e dizer: isso não dói, porque eu te perdoo. O nome disto é hipocrisia. Perdoar tampouco é aceitar maus tratos! Isto é falta de amor próprio!

E para estes casos existe Lei para garantir a sua segurança. Contudo, preste atenção! Compreenda que essa situação só veio até você por ressonância. Faz uma autoanálise e verifique: Quais têm sido os seus pensamentos, sentimentos e atitudes mais frequentes? Esta é a Lei da Atração, você atrai aquilo que emana.

Perdoar, então, é genuinamente reconhecer no outro um ser que está colaborando com nosso processo de iluminação ao nos revelar o medo e a culpa, ocultos em nossa mente inconsciente. O melhor ator e o melhor cenário possível para representar o que não percebíamos em nós.

Por isto, perdoar o outro requer antes de tudo aceitação! É perdoar a si mesmo ao reconhecer que não há nada no outro a ser perdoado, só em você. Ao outro cabe apenas a sua própria auto aceitação. O que não cabe a você julgar.

Perdão é conseguir olhar além do erro do outro. E decidir pelo Amor como único antídoto possível para eliminar o medo que nos impede de ver nele, o nosso próprio reflexo.

Evoluir é isso! É aprender a perdoar pessoas, coisas ou quaisquer situações que venham nos ajudar a crescer.

É estar em paz, é sentir contentamento pela vida, mesmo que ela seja vivida neste palco iluminado, onde nossos egos tentam o tempo todo nos fazer acreditar no ódio e esquecer que somos Amor.

E se ainda assim for difícil para você perdoar aquele desafeto, é porque você ainda o vê como real e ameaçador e não como uma ilusão de separação pelo seu esquecimento de que somos todos um perante Deus.

Lembre-se: Erros são apenas erros e podem ser desfeitos quando escolhemos olhar para eles com amor. Por isto, cultive a sua paz.

Fonte: Maria D’Arienzo – Astróloga e Master Coach