Policiais compram comida para mulher que roubou para alimentar família

Quando dois policiais foram acionados para atender a um chamado de furto nos Estados Unidos, encontraram uma mãe em desespero.

Acusada de ter furtado o Food Lion, supermercado em Hillsborough, na Carolina do Norte, a mulher estava sem comida havia três dias. Mãe de três filhos adotivos, ela confessou o crime – disse ter agido por desespero.

Em uma postagem no Facebook, o Departamento da Polícia da cidade diz que a dupla de policiais Keith Bradshaw e Candace Spragins, responsáveis pela investigação, “localizaram a suspeita na casa dela, onde ela devolveu o equivalente a US$ 36 (R$ 117) em comida que tinha roubado para ela e para os filhos”.

“Não foi um crime motivado por ganância, mas algo considerado como necessário por uma mãe tentando alimentar uma criança”, disse o tenente Andy Simmonds, que relatou a história no Facebook no domingo passado, um dia depois de a polícia ter identificado a suspeita.

‘Desespero’

Segundo ele, a cabo Keith Bradshaw abriu a geladeira da casa e viu que estava vazia. “A mulher e a família estavam sem comida havia três dias.”

Os policiais encarregados do caso então decidiram agir para ajudar a mulher. Simmonds explicou que, enquanto a mãe estava diante do juiz depois de ter sido detida, eles foram a uma mercearia e compraram US$ 140 (R$ 456) em comida para a família. Tiraram dinheiro do próprio bolso.

Após ser liberada para responder a acusação em liberdade, ela foi levada de volta para casa pela polícia – e com a compra.

Em entrevista à imprensa local, a mulher, chamada Theresa West, disse: “Tive que sair e roubar comida, isso é desespero. Sinto muito por ter feito o que fiz, mas meus filhos estavam com fome”.

A postagem teve mais de 2 mil reações, com a maioria dos comentários elogiando os policiais pela “gentileza” e “compaixão”.

“Como policiais, nós estamos em contato com pessoas quando estão vulneráveis”, disse o tenente Simmonds.

“Sempre compramos refeições e combustível para as pessoas. Em 2017, policiamento também é isso. É parceria”, completou.

O Departamento de Polícia de Hillsborough confirmou que a mulher foi indiciada por furto, e que ela está esperando em liberdade pela data da audiência na Justiça.