Atiradores invadem escola em Suzano, matam crianças e depois tiram a própria vida

Dois atiradores entraram na escola estadual Professor Raul Brasil, na manhã desta quarta-feira (13), em Suzano, a 50 km de distância de São Paulo, e dispararam contra estudantes e uma funcionária. Ao menos 30 disparos foram feitos.

Dois adolescentes encapuzados invadiram a escola atirando. Cinco estudantes e a diretora morreram e os atiradores teriam se matado na sequência. As informações do centro de comunicação da Polícia Militar de São Paulo.

Outras três crianças deram entrada no hospital Santa Maria, em Suzano. Ainda não se sabe o estado de saúde.

Segundo a Polícia Militar, todo o efetivo da 1ª Companhia do 32º Batalhão de Suzano foi destacado para ir até o local. As equipes da Guarda Civil Metropolitana e do Samu foram enviados para a escola, que tinham aproximadamente 700 alunos.

Os helicópteros Águia 15 e 17, do Grupamento Aéreo da Polícia Militar, também foram deslocados à ocorrência.

Mais cedo, a Polícia Militar informou que foi acionada para atender a ocorrência de disparo de arma de fogo de pequeno porte e vítimas no local.

O governador João Doria informou, por meio de nota que, assim que foi avisado que havia alunos ferido dentro da Escola Estadual Raul Brasil, cancelou a agenda e se dirigiu ao local para acompanhar o trabalho de resgate e atendimento aos feridos.