Cães são achados mortos em bairro onde ‘Dr. Chumbinho’ deixou bilhete

Dois cachorros morreram com suspeita de envenenamento em casas diferentes no bairro Jardim Prestes de Barros, em Sorocaba. A região é a mesma onde uma pessoa distribuiu bilhetes com ameaças aos donos de animais de estimação e assinou como “Doutor Chumbinho”.

“Ela ficava no corredor lateral. Não deu tempo de socorrer e achei estranho porque ela nunca teve nada”, conta o professor universitário Márcio Roberto Rodrigues Frederico, de 56 anos.

O dono a enterrou e não suspeitou de um suposto envenenamento até conversar com uma vizinha, na semana seguinte. Em outra casa, na mesma rua, outro cão foi achado inchado e morto no sábado de manhã.

“Eu acredito que o responsável por essa crueldade aja de madrugada. Os dois casos são muito parecidos”, diz Márcio.

Cuidados

Os animais mortos não passaram por exames. No entanto, segundo a veterinária Kelly Delgado, cachorros envenenados têm hemorragia interna, que pode levar ao inchaço após a morte.

“O animal tem lesão neurológica, hemorragia e, dependendo da hora, pode inchar. Logo que o veneno cai no sistema, o cão tem tremores, a pupila dilata e saliva muito”, explica.

A profissional indica que o dono deve levar o cachorro imediatamente ao veterinário para tentar salvá-lo.

“Não pode nunca dar leite. Isso acelera a absorção e piora as chances de recuperação.”