Suspeito de participar da morte de metalúrgico é preso em bar de Piedade

Rafael Dias foi morto em uma tentativa de assalto

Um dos quatro suspeitos de matar o metalúrgico Rafael Dias Batista de 35 anos, durante uma tentativa de assalto em Sorocaba (SP), foi preso em Piedade (SP), no bairro Cotianos, na noite de sábado (5).

Bruno Vieira Silva dos Santos, de 27 anos, estava foragido após a prisão dos três comparsas que participaram da ação, e que foram detidos em outubro de 2018. Entre eles, dois adolescentes de 17 anos levados à Fundação Casa.

Segundo a Polícia Militar, uma equipe foi até um bar depois de receber uma denúncia anônima de que Bruno e a namorada, Amanda Cristina da Silva, estariam no local.

Durante a revista pessoal, nada de ilícito foi encontrado com eles. Segundo a polícia, os dois passaram nomes falsos aos PMs, mas foram reconhecidos pela equipe.

Bruno estava foragido por latrocínio e Amanda, que também era procurada, foi condenada a seis anos e dez meses em regime fechado, mas a PM não soube informar qual o crime cometido por ela.

O casal foi encaminhado à delegacia de Piedade, onde o delegado Marcelo Apolinário da Silva registrou o boletim de ocorrência por captura de procurado, e os dois permaneceram à disposição da Justiça.

Rafael Dias Batista foi morto a tiros durante uma tentativa de assalto no Jardim Montreal, no loteamento Villagio Torinona, na noite do dia 15 de outubro de 2018. Câmeras de segurança gravaram os criminosos.

Três homens tentaram invadir a casa do metalúrgico, mas como não conseguiram, atiraram duas vezes contra ele, que foi atingido no braço direito e no tórax. Em seguida, eles fugiram de carro com um comparsa.

O metalúrgico foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o depoimento da esposa dele à polícia, os dois estavam na sala quando Rafael saiu para jogar o lixo. Na volta para casa, ele foi abordado pelos criminosos no portão.

De outro ângulo, o trio foi registrado entrando em uma área de mata e depois aparece fugindo em um carro que passa na rua, conduzido por um dos quatro suspeitos detidos.

O menor de idade que teria atirado no metalúrgico tem passagem por tráfico de drogas e o outro adolescente tem quatro passagens por roubo.

Fonte: G1-*Colaborou sob a supervisão de Mayara Corrêa