Pontilhão com risco de cair é vistoriado em São Roque

Na manhã da última quarta-feira (29), técnicos do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, estiveram em São Roque para vistoriar o pontilhão do km 1 da rodovia Quintino de Lima.

A ação, que foi acompanhada pelo chefe da Defesa Civil, Antônio A. Godinho (Tó), deve resultar num laudo técnico sobre as condições da edificação, assim como determinará as medidas indicadas e a possibilidade da intervenção estadual no local.

A vistoria foi solicitada e definida durante reunião entre o prefeito Claudio Góes, os vereadores Marquinho Arruda, Etelvino Nogueira, Alexandre veterinário, Júlio Mariano e Niltinho Bastos, com o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi. Também participaram o presidente da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), Pedro Moro e o gerente de relações governamentais da Rumo/ALL, Emanuel Tavares Costa Jr.

“Desde que assumi, tenho essa como uma das fortes lutas junto ao Governo do Estado, protocolando documentações nas áreas técnicas e participando de reuniões com as autoridades responsáveis para cobrar a abertura do pontilhão, a fim de melhorar o fluxo de veículos e segurança, tanto no trecho quanto em toda a rodovia. É uma reivindicação antiga da população e esperamos, que por meio desse trabalho e agora também com a interferência direta do secretário Marco Vinholi, tenhamos êxito nessa importante demanda”, encerra o prefeito.

Vereador pede demolição ou alargamento

No mês passado, o vereador José Luiz no pontilhão, localizado na Rodovia Quintino de Lima, para documentar, por meio de registros fotográficos, o encobrimento das placas de sinalização de trânsito em virtude da falta de capinação e roçada no local. Segundo o vereador o pontilhão sofre risco de cair.

o vereador informou que já foi protocolado na Casa de Leis os Ofícios nº 410 e 411, respectivamente endereçados ao Poder Executivo e a Superintendência do DER – Departamento de Estradas de Rodagem, solicitando que os serviços de capinação e roçada sejam efetuados com a máxima urgência.

“O Poder Público precisa tomar uma providência, pois além da Rodovia Quintino de Lima ser muito movimentada, o mato alto dificulta a visão do motorista que trafegam por baixo do pontilhão que é mão única. A placa com a identificação da altura do pontilhão encontra-se coberta pelo mato, portanto, um caminhão foi tentar passar pelo local e acabou ficando travado, justamente por ser maior que o pontilhão”, relata.

Juntamente com a comunidade, José Luiz vem lutando por melhorias no local. “Há vários anos, a nossa intenção é a de que possamos derrubar ou alargar aquele pontilhão, transformando o trecho em duas mãos, em horário de pico aquilo fica um caos, já que passa um veículo por vez. Está mais do que na hora de resolvermos este grande problema”, fala.

José Luiz recebe, diariamente, inúmeras reclamações. “Estudantes do Instituto Federal alegam que chegam atrasados na aula por causa do trânsito, munícipes falam sobre perigos no trecho, justamente por causa dos riscos de assaltos, moradores ficam preocupados com a segurança, porque muitos se arriscam a pé ou de bicicleta, passando por baixo do pontilhão em meio aos carros e motos. Enfim, todos estão cientes dos perigos e há uma inércia, tanto do DER, órgão responsável pela Quintino de Lima, quanto da Administração Municipal”, diz.