População é castigada por demora na manutenção nos bairros de São Roque

Estradas esburacadas, mato alto, proliferação de animais peçonhentos. As reclamações continuam

No último mês, a redação do Jornal O Democrata recebeu inúmeras reclamações de moradores de alguns pontos da cidade, onde eles se dizem abandonados. Durante a última semana, nossa equipe percorreu alguns pontos da cidade de São Roque, onde há um maior número de reclamações.

Um dos pontos com mais problemas apontados pelos moradores é no bairro Guaçu, onde um temporal em março de 2016 atingiu o munícipio e causou estragos, destruindo pontes e a principal avenida da cidade. Exatos três anos depois, a ponte da rua Ciprestes, no bairro Guaçu, continua sem reparos. Funcionários de uma empresa precisam realizar outro trajeto para chegar até o serviço. Segundo o morador do bairro Evilson dos Santos, a Prefeitura há algum tempo não faz manutenção no local.

Reclamações

O leitor Rodrigo Lopes, entrou em contato via e-mail pedindo mais atenção aos bairros de São Roque, alegando que o Centro tem mais prioridade quanto às melhorias.

“Já entrei em contato com a Prefeitura de São Roque e até agora nada foi feito. Seria possível o jornal realizar uma matéria mostrando o abandono total dos bairros de São Roque? Somente o Centro recebe alguma atenção. O pior caso é o da rua Vereador Rodolfo Artur Salvetti (próxima ao Centro), que por ser desvio da avenida Brasil se tornou “pista de corrida”, não há nenhuma lombada, calçadas e o mato está tirando totalmente a visão dos motoristas. A área que pertence ao município (ao lado da Escola Cooperativa) encontra-se abandonada, também tem a ponte que dá acesso ao Jardim Flórida que está podre”, disse Rodrigo.

Manutenção

Nas fotos mostradas nesta reportagem, é possível ver o grande acúmulo de mato nas guias, beira de rios e nas calçadas usadas por mães levarem seus filhos para escola.

“Às vezes a Prefeitura vem e limpa um pedaço, mas se você olhar vai perceber que vários locais estão com o mato alto, fazendo com que a gente ande pela rua arriscando a vida”, diz Maria de Fátima, que utiliza todos os dias a avenida Bernardino de Lucca, na Vila Nova.

Outro ponto levantado pelos leitores são as condições das ruas. “Moro na rua Nelson Silva Nunes, bairro Taipas de Pedra. Gostaria de informar que a rua está abandonada, cheia de buracos. Já falei com o responsável e nada foi feito”, disse o leitor Antônio Isaías Anjos.

Na última semana, a Prefeitura de São Roque finalizou a Licitação para a aquisição de diversos maquinários pesados, que devem atender aos serviços de zeladoria municipal, coordenado pelo Departamento de Obras. Estão sendo adquiridas sete máquinas, sendo uma retroescavadeira, duas motoniveladoras, dois caminhões trucados e dois caminhões tocos. A aquisição das máquinas faz parte do plano de renovação da frota municipal, que inclui aquisições de vans escolares, ambulâncias, maquinários de obras, veículos para a Guarda Municipal e outros.

Em resposta às reclamações, a Prefeitura de São Roque informou que os bairros Vila Nova, Planalto Verde, Centro, Caetê, Canguera, Taboão, Cambará, São João Novo e Maylasky receberão nos próximos dias serviços de zeladoria e manutenção como roçadas, troca de tubulações, tapa-buraco, poda, entre outros. No cronograma dos próximos dias, entre outras localidades está a av. Varanguera, regiões centrais e cemitérios. “O Departamento de Obras prevê uma alavancada na parte de zeladoria, em breve, com a chegada de novas máquinas e equipamentos”, informaram.