Quando dar entrada no auxílio-doença

O benefício auxílio-doença, tanto por problema de saúde como por acidente, é concedido pelo INSS ao empregado de empresa após 15 dias de afastamento do trabalho. Os primeiros 15 dias de afastamento são pagos pelo patrão. Já no caso dos empregados domésticos, contribuintes individuais e facultativos, o INSS paga o auxílio-doença desde o primeiro dia de afastamento do trabalho.

O auxílio-doença é um benefício concedido pelo INSS quando a pessoa está incapacitada para o trabalho por motivo de saúde, acidentário ou não. Para a concessão desse benefício, o trabalhador passa primeiro por uma avaliação da perícia médica do INSS e deve ter no mínimo 12 meses de contribuição anteriores ao início da doença.

A exigência de no mínimo 12 meses de contribuição recentes somente não ocorre quando o trabalhador tem doença grave, definida em lei, como síndrome da Imunodeficiência Adquirida (aids), alienação mental, cardiopatia grave, cegueira, contaminação por radiação, Doença de Paget em estados avançados (osteíte deformante), doença de Parkinson, esclerose múltipla, espondiloartrose anquilosante, fibrose cística, hanseníase, nefropatia grave, hepatopatia grave, neoplasia maligna (câncer), paralisia irreversível e incapacitante e tuberculose ativa.

Para obter mais informações e também agendar atendimento numa unidade do INSS, o trabalhador pode ligar para o telefone 135, da Central de Informações da Previdência, ou o site www.previdencia.gov.br.