II Conferência da Assistência Social discute garantia de direitos do SUAS

O Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social, promoveu no dia 28 de julho, a II Conferência da Assistência Social que teve como tema principal a “Garantia de Direitos no Fortalecimento do SUAS” (Sistema Único da Assistência Social). O evento reuniu no Centro de Convivência do Idoso, mais de 200 representantes de entidades socioassistenciais, servidores públicos e usuários dos serviços.

“Esta Conferência é a oportunidade dos nossos cidadãos manifestarem suas necessidades e fazer propostas de melhorias. Este é o valor da verdadeira democracia e queremos ouvir a opinião da sociedade para que possamos direcionar da melhor maneira os recursos públicos e as ações que serão realizadas nos próximos anos”, disse a secretária de Assistência Social, Soeli Ramos, ao abrir a Conferência ao lado do prefeito Josué Ramos.

Na oportunidade, a presidente do CMAS Silvia Regina de Brito Silveira apresentou a estrutura e serviços oferecidos pelo SUAS no município, como as redes de proteção básica e proteção especial. Entre os serviços oferecidos à população, está o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) que está sendo implementando pela atual administração e já conta com uma equipe para atender casos de média complexidade como: maus tratos, violência, abusos, negligência, etc.

Para falar sobre o tema principal da Conferência, foi convidada a Assistente Social do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Gracielle Feitosa de Loiola Cardoso, que também explanou e orientou os participantes sobre os quatro eixos da Conferência . Jovens do Projeto Social JM também fizeram apresentações de música sobre o tema da Conferência deixando todos os participantes encantados.

Durante o evento, as metas estabelecidas na primeira Conferência, em 2015, também foram revistas a fim de verificar quais propostas não puderam ser cumpridas e que podem ser submetidas para o próximo plano de 2018/2019.
O prefeito Josué Ramos destacou a importância da Assistência Social oferecer apoio temporário e não vitalício. “Temos que fazer a política inversa, a política tem que ser de geração de renda, de geração de condições de trabalho, de qualificação profissional, a geração de empregos para que a procura pela assistência social seja a última opção. No momento que a pessoa tem a oportunidade de pescar e não simplesmente ganhar o peixe estaremos fazendo o verdadeiro trabalho da assistência social”.

Sobre as propostas feitas na última Conferência e que não foram cumpridas, Josué informou que tem dado atenção especial para atender demandas, entre elas a proteção aos moradores de rua que estão sendo encaminhados para entidades, e a criação da Casa de Abrigo para atendimento e proteção de mulheres em situação de risco. “Como prefeito participo do CIOESP (Conselho de Prefeitos da Região Oeste SP), em que deliberamos na última reunião a criação da Casa de Apoio às Mulheres em situação de risco para atender toda região oeste”.

Ao final foram eleitos os delegados que irão representar Vargem Grande Paulista na Conferência Estadual.