Reinventar-se mantendo a tradição

Pode parecer contraditório dizer que o tradicional também precisa de mudanças e ajustes ao longo do tempo. Mas na verdade não. Manter a tradição significa respeitar as essências e a história, mas parar seguir forte e avante é preciso sabedoria para adaptar-se ao novo.

Neste dia 1° de maio um novo ciclo começou para O Democrata. Nosso semanário completou cem anos, e essa trajetória deixa para a geração atual inúmeras possibilidades de reinventar-se. Ser um informativo centenário, atual, forte, comprometido com a verdade e com a sociedade. Uma tradição que nunca será quebrada.

Outro tema que esteve em todos os lugares da cidade e nas redes sociais foi a volta do tradicional e querido Cine São José, que abre as portas de seu Café em junho próximo, como parte inaugural da primeira etapa de um projeto grandioso “O Centro Cultural Cine São José”. A repercussão foi tão positiva, que prova mais uma vez, que a tradição move o novo. O amor pela história do lugar vive e a notícia alegrou os são-roquenses. O passado retorna e novas histórias escritas ali.

Na política uma reviravolta para o povo mairinquense. O então prefeito eleito Toninho Gemente, que nem chegou a ocupar a cadeira do Executivo em 2017, está definitivamente impugnado. A decisão do Tribunal Superior Eleitoral coloca agora a cidade em mais um momento de reflexão. Novas eleições estão previstas e é hora de escolher o futuro. É preciso ter muito cuidado ao avaliar as possibilidades, para fazer uma escolha que não traga consequências em longo prazo como a última feita nas urnas.

Mairinque é uma cidade tradicional e importante para a região. Chegou a hora de renovar-se.

Destaque: O passado molda o presente e constrói o futuro