Saneaqua inicia obras para implantação da Estação de Tratamento de Esgoto em Mairinque

Projeto contará com um investimento de mais de R$ 15 milhões e beneficiará 45.569 habitantes

Em até 12 meses, a cidade de Mairinque vai entrar para o seleto grupo de cidades brasileiras que resolveram o desafio do saneamento básico. A Saneaqua, empresa responsável pelos serviços de água e esgoto de Mairinque, acaba de receber a licença ambiental para iniciar as obras de implantação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da região. Com previsão de início das operações em até 12 meses, o projeto contará com um investimento de mais de R$ 15 milhões e beneficiará 45.569 habitantes.

Atualmente, Mairinque dispõe de uma cobertura universalizada de abastecimento de água, com 100% de atendimento na área urbana. Agora, o foco da Saneaqua é iniciar os trabalhos para promover a universalização do tratamento de esgoto. Para isso, a ETE contará com a tecnologia UBOX, um sistema desenvolvido na Holanda que tende a ser mais adequado ambientalmente no tratamento dos efluentes.

“Temos a missão de transformar Mairinque em uma cidade totalmente saneada, que a cidade seja vista como um exemplo positivo para todo o país. Afinal, hoje, ainda existem 100 milhões de brasileiros sem acesso ao tratamento de esgoto e 35 milhões que não recebem água tratada, o que ocasiona problemas graves de saúde na população. Inclusive, é importante frisar que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), para cada R$ 1,00 investido em saneamento, são economizados R$ 4,00 em saúde”, diz Alaíde Martins, diretora da unidade.

Além da instalação da nova ETE, em 2018, a Saneaqua iniciou obras de implantação de redes para o afastamento e a coleta do esgoto. Na primeira etapa, estão sendo construídos 5,6 quilômetros de linhas de recalque para o bombeamento de esgoto e outros 7,4 quilômetros de redes coletoras e de coletores-tronco, que são tubulações de grande porte e que têm capacidade para transportar grande quantidade de esgoto.