Comece o ano com um “janeiro branco”


Janeiro é o mês no qual todos buscam fazer promessas, criar planos e pensar nas mudanças positivas para a vida pessoal. Muitos são os que tornam estas promessas uma auto cobrança, que irá impactar diretamente em nossa autoestima, seja de maneira positiva, ou negativa caso não seja possível atingir-se estes anseios pessoais.

Mas afinal, como atingirmos de fato a saúde, o bem-estar, e obter o desenvolvimento pessoal? Para atingirmos estes objetivos, o primeiro passo é assumirmos a direção de nossas próprias vidas, sem responsabilizar ou culpar terceiros. Podem sim surgir diversos imprevistos, no entanto, caberá estritamente a si próprio contornar estas situações, e enfrentar aquilo que é necessário na busca da realização pessoal. Por exemplo: você deseja ganhar mais saúde e dinheiro, mas depende de outra pessoa para isso, ou irá fazê-lo por meios próprios?

Vale ressaltar o impacto que os problemas psicológicos têm em nossa saúde física, pois como aponta a medicina contemporânea, precisamos trabalhar na real causa dos problemas de saúde os quais todos estamos sujeitos no decorrer da vida. O que é pouco sabido (e por este motivo se deu a campanha Janeiro Branco) é o quanto as complicações da saúde física estão relacionadas, ou até mesmo, são originadas por complicações, de nosso estado emocional. Sejam dores de cabeça, alergias, problemas gástricos, há sempre alguma relação com a nossa condição psicológica, logo, a medicação teria como objetivo aliviar estes sintomas, mas não a cura, afinal corpo e mente, e mente e corpo estão numa infinita interação.

Por esta razão este mês foi escolhido para conscientizar a população acerca da saúde e do bem-estar. Precisamos unir esforços para que seja possível lutarmos contra o grande aumento nos índices de problemas de ordem psicológica, como a depressão, ansiedade, o estresse, que são hoje infelizmente, comuns a grande parte das pessoas. Sobretudo, existem os problemas mais severos, que podem levar uma pessoa até ao suicídio. Por isso é importante que esta campanha possa atingir a todos, em especial, aqueles que nos são amados e bem quistos. Como disse o pensador: “Tente mover o mundo, e verás que o primeiro passo será mover a si mesmo” (Platão 427 A.C).

Autor: Gabriel Berigo - Psicólogo