AgroNotícias da Semana por Mauricio Picazo Galhardo

Importação de lácteos do Mercosul, prejudica cadeia produtiva brasileira do leite

LEITE

Em reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite e Derivados, com a presença da Ministra Tereza Cristina e sua equipe, o setor debateu medidas para socorrer a cadeia produtiva do leite, que enfrenta um momento econômico e social muito delicado. Em sua maioria, o colegiado composto por 35 instituições do setor, entendeu como imperativo estabelecer medida emergencial para frear o surto de importações predatórias de lácteos do Mercosul, que desde setembro de 2020 prejudicam a cadeia produtiva.
CEBOLA

O plantio da safra 2021 de cebola do Nordeste, que teve início em dezembro/2020, se deu em ritmo mais lento que o esperado, uma vez que parte dos produtores estava receosa com a incidência de precipitações. Porém, em janeiro de 2021, o clima seco favoreceu os trabalhos nas lavouras, permitindo a intensificação do semeio naquele período. 
UVA

Assim como em 2020, as exportações de uvas têm se mostrado bastante atrativas a viticultores brasileiros neste início de ano. Segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior), os aumentos, em janeiro/21, foram de 3% em arrecadação e de 12,8% em volume, frente ao mesmo período do ano passado. 
BATATA

A batata é o quarto alimento mais consumido no mundo depois de leite, trigo e arroz e alimenta, diariamente, mais de 1 bilhão de pessoas no planeta, conforme dados da FAO/ONU. A produção global é estimada em 330 milhões de toneladas. Desse total, somente 1% está no Brasil (3,5 milhões/t/ano) e o brasileiro consome, em média, 16,5 kg/ano, de acordo com a Conab. Apesar de rústico, esse tubérculo produzido há mais de 7 mil anos enfrenta desafios para o desenvolvimento, desde o estabelecimento do cultivo até o final do ciclo. 
CONVERGÊNCIA

Regularização Fundiária, Licenciamento Ambiental e a Reforma Tributária são interesses comuns entre Planalto e a Frente Parlamentar da Agropecuária. O governo federal apresentou ao Congresso Nacional a relação de prioridades para 2021. Dentre os projetos listados, estão pautas importantes para o agro que convergem com os interesses do setor, como o Licenciamento ambiental, a regularização fundiária, a nova lei do gás, o Fundo de Investimento do Agronegócio (FIAgro), entre outras.
GARANTIA-SAFRA

Foi publicado no Diário Oficial da União a portaria, que determina o pagamento do benefício Garantia-Safra aos agricultores que aderiram na safra 2019/2020. Neste mês, receberão o pagamento agricultores de Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Sergipe. O montante em recurso autorizado para esses agricultores chegará a mais de R$ 74 milhões.
PARCELA ÚNICA

Diante do cenário imposto em relação a pandemia do Covid-19, a Secretaria de Política Agrícola decidiu antecipar, de forma excepcional, o pagamento do Programa Garantia-Safra na safra 2019/2020. Conforme publicado, esse pagamento do Garantia-Safra será realizado integralmente em parcela única de R$ 850.
TITULAÇÃO

Os municípios onde existem terras rurais da União aptas a regularização fundiária ou assentamentos da reforma agrária já podem acessar a página do Programa Titula Brasil e preencher o formulário de adesão ao programa, lançado pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.
GRÃOS
Uma em cada nove pessoas passa fome todos os dias no mundo, segundo a Organização das Nações Unidas. Apesar de o Brasil ser considerado o “celeiro do mundo”, com uma expectativa de atingir 264,8 milhões de toneladas de grãos em 2021, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), estamos longe de atingir um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no mundo, que é “fome zero” até 2030. Especialistas brasileiros e internacionais consideram que um dos caminhos para acabar com a fome, gerar renda e salvar o planeta passa pelo aumento do consumo de pulses (grãos secos como feijão, grão de bico, lentilha e ervilha).
ACÚCAR

As usinas pernambucanas produziram 743,07 mil toneladas de açúcar até a primeira quinzena de janeiro. O volume representa um crescimento de 10,17% em relação ao mesmo período da safra anterior, conforme números publicados pelo Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Pernambuco (Sindaçúcar-PE). De acordo com o presidente do Sindaçúcar-PE, Renato Cunha, os números da safra no estado têm acompanhado o perfil nacional. 

* O jornalista Mauricio Picazo Galhardo tem 63 anos, é paulistano. Trabalhou como repórter da TV Educativa. Esteve por dois anos morando no exterior; na República Oriental do Uruguai, República do Paraguai e República Argentina. Em 2013 se interessou pelo setor do agronegócio, e agora tem esta coluna semanal de noticias do agronegócio em geral. Também é o autor do quadrinho semanal Agro-Cartoon, publicado no site: www.agro-cartoons.blogspot.com.br. É colaborador voluntário do jornal O Democrata.