AgroNotícias por Mauricio Picazo Galhardo

PARTICIPAÇÃO. O volume de etanol consumido no Brasil alcançou 1,37 bilhão de litros, registrando notável crescimento de 14,8% em comparação ao mesmo mês de 2016 e de 4,8% em relação à quantidade comercializada em setembro de 2017. Esse aumento também reflete a participação do biocombustível na matriz de combustíveis do ciclo Otto (frota de veículos de passeio e carga leve); atingiu 42,6% em outubro. Vale ressaltar que esse volume é o maior valor apontado desde dezembro de 2015, período em que foram consumidos 1,54 bilhão de litros; 42,7% na parcela do etanol na matriz de combustíveis.

ESTRADAS RURAIS. O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin autorizou a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo a firmar convênio com 11 municípios visando a readequação de 83,2 quilômetros de estradas rurais no dia (1º), no Palácio dos Bandeirantes, na Capital. Serão beneficiadas estradas dos seguintes municípios: Anhumas, Capela do Alto, Dois Córregos, Franca, Itapetininga, Jeriquara, Narandiba, Santo Expedito e Tabatinga.

PRODUÇÃO DE GRÃOS. O setor de produção de grãos em todo estado de S.Paulo, está de parabéns. Segundo o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, o setor paulista de grãos tem vivido uma saudável, vigorosa e consistente retomada de produção no último ano. “A taxa média de crescimento de diversas culturas de grãos tem variado de 10% a 11%, ao ano. O titular da Pasta destacou investimentos recentes do Governo do Estado de São Paulo na região sudoeste ampliando as condições logísticas, o que deverá se intensificar com a complementação das melhorias em toda a Rodovia Raposo Tavares.

CADEIA PRODUTIVA DO LEITE. A produção de leite está presente em 99% dos municípios brasileiros e só este percentual já mostra a dimensão da atividade que movimentou R$ 67 bilhões em 2016. O Brasil é o quarto maior produtor do mundo – em 2016, foram produzidos 35 bilhões de litros -, e nos últimos cinco anos o setor leiteiro acumulou 78% de expansão de mercado. E este é apenas o começo de uma nova era, aponta o economista Paulo Martins, chefe-geral da Embrapa Gado de Leite.

EMPRESÁRIOS ANGOLANOS. “Da biotecnologia ao big data, a agricultura sustentável e inteligente” é o título da palestra que a chefe-geral da Embrapa Informática Agropecuária, Silvia Massruhá, proferiu quarta-feira dia (30), durante o Fórum Econômico da Aebran (Associação de Empresários e Executivos Brasileiros em Angola), cujo tema principal foi Telecomunicações: novas fronteiras para os negócios em Angola. A chefe-geral participou do evento realizado em Luanda, por meio de videoconferência transmitida a partir da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

ALGODÃO NO CEARÁ. Um dos principais polos têxteis do país, o Ceará precisa importar algodão dos estados do Mato Grosso do Sul e da Bahia para atender à demanda interna. O estado, que já foi o segundo maior produtor de algodão do Brasil com 1,3 milhão de hectares no ano de 1976, hoje produz apenas cerca de 400 hectares, segundo dados da Conab. Para mudar essa realidade, foi lançado o Programa de modernização da cultura do algodão no Ceará.

ESTABILIDADE. O movimento de queda no preço do leite, iniciado em junho deste ano e reforçado entre julho e outubro, foi freado em novembro, segundo indica o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada). No mês, o preço pago ao produtor (referente ao leite entregue em outubro) foi de R$ 1,003/litro, praticamente estável (-0,48%) frente ao mês anterior.
(Texto: Unica, Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Embrapa, Cepea/Esalq)