Animais soltos nas ruas

Os animais domésticos devem ser protegidos, e para isso, é preciso que haja uma guarda responsável. Cães abandonados, ou livres para saírem de suas residências para a rua quando bem entenderem, causam diversos tipos de problemas, entre eles, acidentes com automóveis, podendo ser atropelados e mortos. No caso das motos faz com que o condutor perca o equilíbrio e venha a se machucar. Eles podem atacar um transeunte, ou serem hospedeiros de doenças transmissíveis.

O dono do animal que se evade para a rua é responsável pelas consequências que o mesmo possa causar. A justiça já julgou diversos casos, como por exemplo, um cão que saiu de sua casa, invadiu o leito carroçável, e foi atropelado por um veículo que teve sua parte frontal destruída devido ao impacto, o que causou a morte do animal. O condutor entrou na justiça pedindo ressarcimento, e teve ganho de causa, uma vez que o juiz entendeu que o relapso na guarda do animal por parte de seu dono foi o motivo do acontecimento.

Dizem que o cachorro é igual a uma criança, e, se assim for, ele não pode andar sozinho pelas ruas, pois está despreparado para enfrentar diversas situações. Portanto, se esse animal sofrer um acidente vindo a morrer, a responsabilidade ou culpa será depositada em cima de quem possui sua guarda.

Os cachorros são constantemente vistos em situação de abandono pelos cantos das cidades, seja porque seus donos não os queriam mais, seja porque fugiram de casa, ou porque possuem liberdade para entrar e sair de onde moram quando bem entenderem, existe inclusive os que nasceram nas ruas. Há também o caso dos cães sem dono que vivem em determinados locais, e são alimentados pelos moradores da região, sendo que ninguém se dispõe a adotá-los e colocá-los dentro de suas casas sob sua proteção. Esses bichos são deixados à sua própria sorte, e, quando acontece um acidente com eles, não faltam pessoas para criticarem os envolvidos, não levando em conta que eles são tão vítimas quanto os animais acidentados, uma vez que quase sempre esses acontecimentos pegam a todos de surpresa.

A situação é mais grave quando esses animais são de grande porte, pois quando se envolvem em acidentes, podem causar a morte do motorista, ou lhe provocar sérios ferimentos, sem falar nos danos causados ao veículo. Essas ocorrências são mais comuns nas estradas da região rural, quando, devido à velocidade praticada, muitas vezes é difícil evitar a colisão com algo que surja à frente de forma repentina.

Ser dono de um animal implica ter responsabilidade sobre ele e lhe dar a devida proteção e assistência.