Apoio à segurança

Não só no Rio de Janeiro, mas em todo o país, a segurança é a pauta do momento. A chegada das Forças Armadas à “cidade maravilhosa” tem trazido um pouco de esperança aos moradores e turistas do cartão postal do Brasil, mas para que o plano de instalar o exército na cidade dê certo, muita coisa ainda precisa mudar. O comandante do Exército Eduardo Villas Bôas disse em reportagem da Folha de São Paulo, que é fundamental uma mudança nas regras de enfrentamento armado para que haja “superioridade” no momento do confronto com os criminosos.

Já o presidente Michel Temer fez um apelo aos governadores nesta quinta, 1°, pela abertura de novas vagas no sistema penitenciário e acenou com financiamento da União para reequipar as polícias estaduais. O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), entregou também para o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, a primeira versão do projeto que cria o Sistema Integrado de Segurança Pública, para permitir a integração de informações de inteligência entre governo federal e estados. Propõe também uma integração entre as polícias para aprimorar as investigações.

Combater a criminalidade é um problema muito grave e imediato. Pequenas ou grandes ações tem importante impacto e podem sim melhorar a vida dos cidadãos de bem. Ainda que a violência aqui em São Roque seja “menos agressiva”, a Polícia tem feito um trabalho constante, seja de prevenção ou ações de combate ao crime. Na última quarta-feira a Polícia Militar realizou fiscalização e patrulhamento no centro da cidade, e deteve três pessoas, por porte de drogas e munição. No início do ano divulgou um balanço de 2017 apontando mais de mil prisões na região em diversas outras ações.

Além dos criminosos que vestem terno e gravata, infelizmente, em qualquer lugar do país, somos reféns e contamos com a ajuda daqueles que dão suas vidas por nós. Que todo o esforço (e ainda pouco remunerado) seja reconhecido e apoiado.