Câmara aprova “Cartão Cidadão” para servidores de Araçariguama, que poderá injetar R$ 200 mil no comércio local todo mês

Projeto de lei que substitui as cestas básicas entregues aos funcionários públicos municipais por um cartão de débito, foi aprovado pelos vereadores na sessão da Câmara Municipal no fim de abril. O novo sistema pode injetar cerca de R$ 200 mil por mês na rede comercial da cidade, além de oferecer a oportunidade ao servidor escolher os produtos que quer comprar com o dinheiro.

De acordo com vereadores que se pronunciaram da Tribuna, o cartão será muito útil para que haja maior circulação de dinheiro no comércio, principalmente agora, em período tão difícil em razão da pandemia, onde a atividade comercial está bastante restrita. “Entendemos a necessidade e a importância desse projeto tanto para o servidor quanto para o comerciante. Por isso aprovamos a substituição pelo cartão, que só riá trazer benefícios a todas as partes”, lembraram.

O chamado “Cartão do Servidor”, consistirá na concessão de crédito mensal no valor de R$ 200,00 a todo servidor da ativa lotado no quadro de funcionários do município. Para entrar em operação, será necessário um convênio com a Associação do Comércio, Indústria e Prestadores de Serviços de Araçariguama – ACIPRESA. Além do montante que vai passar a girar na cidade, o cartão vai oferecer a oportunidade para que o funcionário adquira produtos de sua preferência, diferentemente do que ocorria com a cesta básica. Além disso, ele vai poder comprar ao longo do mês, dentro de suas necessidades.

Segundo o seu presidente Benedito José Godinho Neto, todo o gerenciamento do cartão será pela FACESP, através da rede ACCREDITO. A própria Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo é que vai fornecer os cartões plásticos aos servidores.

Godinho Neto disse ainda à reportagem, que o cartão só poderá ser utilizado na rede do comércio de Araçariguama – não será possível em outra cidade – e também nos comércios que sejam sócios da ACIPRESA. “O comerciante que não for nosso associado não terá autorização dos Sistemas CIELO e TEF para operar. Então, é importante que o comerciante se junte a nós”, explicou. Ele disse também que essa é uma oportunidade para que a associação cresça e se fortaleça. “Com mais associados teremos oportunidades de trabalhar mais e com novas ideias para fortalecer o comércio da cidade”, completou.

Disse também que o Cartão do Servidor, por estar substituindo a cesta básica, só poderá ser usado para compra de gêneros alimentícios. “O funcionário só vai poder utilizar o cartão em supermercados, mercados, mercearias, hortifrúti, açougue e padaria”. “Nossa intenção é que um cartão nos mesmos moldes desse e que também atenda as indústrias da cidade, venha ser implantado o mais rápido possível. Daí então, todas as lojas de todos os segmentos poderão se beneficiar”, explicou.

(Informações: Gazeta de Araçariguama)