Como recuperar a confiança depois de um ambiente de trabalho tóxico | O Democrata
Imagem: Nicola Barts

Não é fácil nos recuperarmos depois que nossa autoestima foi diminuída inúmeras vezes em um ambiente de trabalho tóxico.

As observações negativas feitas por nossos exigentes chefes, os rumores espalhados por colegas traiçoeiros ou o esgotamento de lidar com desafios de funções difíceis podem ter nos deixado tão assustados emocionalmente que estamos considerando uma mudança completa de carreira – qualquer coisa para evitar voltar para essa área.

No entanto, com um pouco de tempo para descansar e se refrescar, com um pouco de amor e carinho do Filho de Deus, logo estaremos de pé novamente. A recuperação não será imediata, mas aqui estão algumas coisas que você pode fazer para recuperar sua autoconfiança.

1 – Tire um tempo para descansar e encontrar renovo

Pode ser tentador começar a procurar um emprego imediatamente, mas é crucial tirarmos algum tempo para descansar e recarregar as baterias, para que as feridas de nossa autoestima esgotada não sangrem em nosso novo papel.

Se suas finanças permitirem, faça uma pequena pausa. Se não, reserve um tempo depois do trabalho ou nos fins de semana para um tempo tranquilo. Aproveite a oportunidade para correr aos pés de Jesus, que diz: “Venham a mim todos vocês que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso” (Mateus 11:28).

Ao trazermos nosso abatimento a Ele em oração, devemos permitir que Ele nos conduza gentilmente a pastos verdes e águas tranquilas para refrescar nossas almas (Salmo 23:1-3) e trabalhar nas áreas do nosso sofrimento enquanto Ele cura e enfaixa nossas feridas (Salmo 147:3).

2 – Reflita sobre áreas de crescimento

Deixamos nosso ambiente de trabalho tóxico jurando que nunca mais falaríamos sobre aquele lugar enquanto estivéssemos vivos. Mas colocar nossas lembranças no fundo de nossas mentes pode não ser o mais sábio ou o mais saudável. Por mais doloroso e traumático que seja refletir sobre o que aprendemos com a experiência, é também um passo importante para a cura e a recuperação.

Você pode se perguntar: O que aprendi sobre mim mesmo no último local de trabalho? Talvez o ambiente de trabalho não tenha sido o melhor? Quais foram os desafios que enfrentei? Em que verdades posso me apegar caso isso aconteça novamente no futuro?

Ou, se este for o quinto local de trabalho “tóxico” que abandonamos, talvez tenhamos de admitir que o problema é nosso. Houve algum problema consistente ou feedback que vimos surgindo de nossos locais de trabalho anteriores? O que está nos impedindo de aceitar seus comentários? O que podemos fazer para mudar esse comportamento prejudicial e crescer a partir dele?

É nesse momento em que um amigo de confiança ou um mentor entra em cena, seja para nos ajudar a desemaranhar a bagunça de nosso ambiente de trabalho tóxico, nos fortalecer quando somos pisados ​​repetidamente ou para apontar com amor, mas com sinceridade, os pontos cegos de que precisamos mudar. Também podemos convidar o Espírito Santo para nos ajudar a examinar e mostrar se há algo que seja ofensivo em nós (Salmo 139:23-24), e permitir que Ele nos mostre como podemos nos humilhar e crescer com a experiência.

3 – Continue a aprimorar suas habilidades

Nosso ambiente de trabalho tóxico pode ter nos deixado questionando nossas habilidades e duvidando de nossa paixão. Afinal, talvez estivéssemos no campo errado?

Bem, agora estamos livres para explorar outras opções de carreira em potencial que poderiam ser mais adequadas para nós. Por que não passar algum tempo aprimorando e redescobrindo suas habilidades em um ambiente seguro – como o voluntariado?

Se o abrigo de animais local está procurando alguém para fazer suas contas (e somos bons com números), por que não avisar? Ou talvez sempre tenhamos gostado de ensinar, e esta pode ser nossa chance de ensinar inglês a novos migrantes ou refugiados.

Nunca sabemos como essas buscas podem nos levar a novas amizades, um renovado senso de propósito e, talvez, até mesmo a um novo emprego.

4 – Siga em frente e não pare

Oba! Nosso tempo gasto com descanso, esclarecimento e voluntariado tem sido muito frutífero, e agora conseguimos um novo emprego, com um salário melhor e melhores horas para servir. Infelizmente, o trauma do nosso último local de trabalho apareceu, e estamos reduzidos a uma pilha de nervos, temendo que nosso novo local possa ser tão tóxico quanto o anterior.

A grande notícia é que o passado não tem controle sobre nós. As Escrituras nos exortam a esquecer o que está para trás e, em vez disso, avançar para o que está por vir (Filipenses 3:13). Portanto, aceite este novo desafio com uma breve oração para acalmar os seus nervos: “Querido Deus, obrigado por este novo começo. Estou um pouco nervoso, mas sei que tu irás à minha frente e estarás comigo neste novo lugar”.

Se as coisas começarem a ficar muito pesadas, faça alguns exercícios respiratórios e avalie o que está ao redor para lembrar de que estamos no aqui e agora.

5 – Cerque-se de oração e apoio

Passamos nossa marca de estágio de três meses, encontramos um grupo de novos colegas para almoçar e, pela primeira vez, estamos indo muito bem em nossa nova função.

Mas, em vez de pular de alegria, ficamos paralisados ​​de medo e dúvidas, imaginando se somos capazes de realizar tal feito. Para piorar as coisas, os comentários negativos de nossos antigos chefes começam a se infiltrar de volta em nossas mentes.

Quando isso acontecer, cerque-se de oração, entregando seus temores a Deus, sabendo que a graça divina é suficiente em nossa fraqueza (2 Coríntios 12:9). Também podemos desafiar nossos padrões de pensamento e silenciar esses pensamentos críticos, levando-os cativos (2 Coríntios 10:5). Não tenha medo de pedir apoio e conselhos aos seus amigos, familiares e entes queridos. Eles podem ser capazes de oferecer uma visão e sabedoria que podem nos ajudar a começar bem nossa nova jornada!

Lembre-se de que nosso objetivo aqui é recuperar nossa confiança machucada e abatida, e isso não é algo para ser feito sozinho. Vai levar tempo e paciência até que estejamos de pé novamente. Mas sabemos que, com a ajuda de Deus e de entes queridos de confiança, com o tempo podemos nos recuperar.

Originalmente publicado no @ymi_today, que faz parte de Ministérios Pão Diário, em inglês. Traduzido e republicado com permissão.

Pão Diário: Por mais de 83 anos, somos um ministério cristão com a missão de fazer a palavra transformadora da Bíblia compreensível e acessível a todos por meio de recursos bíblicos. Contamos com 38 escritórios em todos os continentes e estamos presente em 150 países, com materiais traduzidos para 58 idiomas. Mais que um devocional, nós somos uma missão. Saiba mais em paodiario.org

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados