Corrida de Aleluia desde 1938 e os anos em que não foi disputada | O Democrata

A Corrida de Aleluia volta a ser realizada no dia 16 de abril após dois anos de interrupção por conta da pandemia de coronavírus. O centenário arquivo de O Democrata permite resgatar os anos em que a tradicional prova pedestre deixou de ser realizada desde que foi criada em 1938.

A Prefeitura anuncia a realização da 74ª edição sendo que a 73ª (2019) apesar da divulgada foi cancelada. O Comitê Olímpico Internacional também conta as edições adiadas dos Jogos Olímpicos durante guerras mundiais. A Fifa não usa esse critério com relação à Copa do Mundo. A contagem pode ser admitida porque a prova seria organizada diferentemente dos outros anos em que não seria realizada.

A prova noturna foi criada em São Roque pela Sociedade Recreativa Guglielmo Marconi (fundada em 20 de outubro de 1935) por iniciativa dos esportistas Vasco Barioni, José Guissardi, Júlio Boschini, Fausto Seben, entre outros. A Marconi organizou as três primeiras edições depois passou para a Comissão de Esportes ligada à Prefeitura de São Roque.

Em 84 anos de história, uma das mais tradicionais provas pedestres do país deixou de realizada em 12 oportunidades. Foram quatro períodos de interrupção contando os últimos dois anos.

Por conta da Segunda Guerra Mundial não ocorrreu nos anos de 1942/43/44 e 45. No mesmo período, foram canceladas duas edições da Copa do Mundo (1942 e 46) e duas Olimpíadas: Tóquio (1940) e Londres (1944).

A Corrida de Aleluia também não foi realizada em 1949/50 e de 1958 a 1961 por falta de patrocinadores ou mudanças na comissão organizadora. O Democrata registra que a prova de 1953 quase não foi realizada por falta de patrocínio. O empenho de um grupo de esportistas manteve a tradição.

A Comissão de Esportes foi a responsável pela prova até 1948 depois teve outros organizadores que garantiram a continuidade da prova. Casos do Grêmio União Sanroquense, comissão provisória (1956) e até mesmo a Corporação Musical Carlos Gomes até que a Prefeitura assumiu definitivamente a organização da prova. Voltaremos ao tema para falar de João de Candinha, o único são-roquense a vencer a Corrida de Aleluia na segunda edição em 1939.

Vander Luiz

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados