Conheça o Restaurante Innsbruck: um pedacinho da Áustria na Rota do Vinho

Formada por influências dos antigos componentes do enorme Império Austro-Húngaro, a culinária da Áustria apresenta elementos das cozinhas tcheca, eslovaca, húngara, polonesa e judia. Influenciou muitas outras culinárias, como a alemã por exemplo. E é exatamente isso que o Restaurante Innsbruck, instalado no Roteiro do Vinho de São Roque tem a oferecer. Uma experiência única que reúne cultura, boa gastronomia, história e a bela natureza que faz da cidade um polo turístico.

O casal Marcelo e Elisabeth decidiu iniciar o negócio após uma viagem para a cidade catarinense Treze Tilias, a maior colônia austríaca fora do país, que foi fundada em 1933 após o Ministro da Agricultura da Áustria, Andreas Thaler, trazer para a região o primeiro grupo de imigrantes austríacos. Segundo os registros históricos, ele estava decidido a fazer um programa de colonização para contornar a grave crise econômica que antecedeu a Segunda Guerra Mundial, e encontrou aqui as terras apropriadas para fundar a “Colônia Austríaca Dreizehnlinden”. Vários grupos, na maioria originários do Estado do Tirol, na Áustria, juntaram-se a estes pioneiros nos anos seguintes, formando na nova terra, uma próspera comunidade.

O Innsbruck é o único restaurante especializado em culinária austríaca na região de São Roque e recebeu o nome da cidade que fica no oeste da Áustria, capital do estado do Tirol. Ela é atravessada pelo rio Inn, de onde tem seu nome. Esta gastronomia tem como característica marcante a comida pesada e com muita proteína animal para se aguentar o frio do inverno, além da forma de cocção dos alimentos, normalmente cozidos ou assados.

“Escolhemos a Rota do Vinho, pois este é um local muito apreciado pelos turistas no estado de São Paulo, além de já ter um vínculo com a cultura europeia, com referências da Itália e Portugal, por exemplo. Outro fato que influenciou bastante na escolha foi o relevo do local, que lembra muito o Tirol”, contam os empresários.

Cardápio diferenciado

A cozinha do Innsbruck é comandada pelos chefs Alexandre e Sara. Segundo eles o porco e a batata são ingredientes muito importantes e as massas são a influência italiana à culinária local. Também muito parecida com a culinária que anteriormente encontramos na região de Alto Adige e, posteriormente encontramos na Alemanha. No local também é possível provar o sabor dos famosos chopps artesanais, tão apreciados nos dias de hoje. Conheça alguns dos pratos oferecidos no Innsbruck, assinados pelos chefs Alexandre e Sara e algumas curiosidades sobre eles:

Eisbein – Apesar de em português usarmos o termo joelho de porco, o Eisbein é o pedaço entre o joelho e o tornozelo do animal. E dependendo da região, a carne tem um nome diferente – como Stelze, na Áustria, Schweinshaxn, na Baviera, Bötel, no norte da Alemanha, e Gnagi, na Suíça.

Sauerkraut – Chucrute em Alemão. É uma conserva de repolho fermentado que acompanha a maioria dos pratos, principalmente os de salsichas.

Goulash – É um ensopado de carne (de porco ou de boi) em cubinhos com um molho denso feito com cebola, pimenta e páprica. A textura é semelhante ao molho madeira. Existem inúmeras variações do nome e sabor (com ou sem pimenta) dependendo do lugar. Pode ser encontrado também na República Tcheca, Alemanha, Hungria e outros países frios.

Schnitzel – Apesar de não ser um prato Tirolês, e sim Vienense, é o prato mais popular em toda Áustria. Simplificando, é uma carne à milanesa. Às vezes a farinha de rosca que envolve a carne é temperada com pimenta moída. Normalmente acompanhado de salada de batatas que pode ser substituída por batatas fritas ou molho de mirtillo (bluberry).

Käsespätzle – É o macarrão caseiro encontrado na Áustria, Hungria e Norte da Itália.

Apfelstrudel – Strudel de maçã é o doce mais típico daquela região.

Sacher torte – Torta de chocolate. São duas camadas de bolo de chocolate, não muito doce, e uma pequena camada de geleia de damasco no meio. Para finalizar uma cobertura de chocolate amargo. É tradicionalmente servida com schlagober (chantily). A marca original “SacherTorte” pertence ao Hotel Sacher de Viena (que ganhou a patente através de uma briga judicial). O hotel produz 2700.000 unidades todos os anos dessa torta.

 Horário de Funcionamento

O restaurante está localizado no Roteiro do Vinho de São Roque – Estrada do Vinho, 3811, Canguera. A casa funciona de Quarta a sexta-feira das 11h30 às 18h e sábados, domingos e feriados das 6h às 21h. Informações pelo telefone (11) 4711-1545.