Euro Tour Cervejeiro – Sul

Semana passada iniciei o tour cervejeiro pelo norte da Europa. Falando dos nórdicos e todas suas crenças e curiosidades cervejeiras. Hoje, seguindo esse tour, vamos explorar a região sul e ver o que ela contribui para a cultura cervejeira mundial. Na Europa meridional, como também é conhecida a região sul da Europa, existe uma grande diferença econômica e social entre os países das outras regiões do continente.

Nessa região, que também é conhecida como mediterrânea, a agricultura é ainda a atividade econômica de maior relevância, incluindo o setor de exportação. Mesmo com dificuldades naturais do solo, cultivam vinhas, oliveiras e trigo, conhecidos no mundo todo. Como dizia a minha saudosa vó, “mudando de pato para ganso”. O cenário cervejeiro do Sul da Europa está se formando e ainda caminha a passos lentos, comparando às outras regiões. Em Portugal, a cerveja artesanal expressa-se com menos de 1% de fatia de mercado. É um movimento recente, que vem crescendo, mas com expressão ainda modesta.

A produção de cerveja artesanal vem crescendo de forma significativa na Espanha e em 2015 já havia mais de 400 cervejeiras registradas no país, embora a produção delas ainda seja bem pequena, já que a maioria produz menos de 2.000 hectolitros por ano. A Itália é considerada emergente no ramo cervejeiro. Nos últimos 20 anos teve um crescimento absurdo, além de possuírem uma forte cultura de homebrew. Para se ter uma ideia em números, a Itália é um país aproximadamente 27 vezes menor que o Brasil e enquanto temos aproximadamente 1 mil cervejarias, entre grandes e pequenas, por lá já são quase 1400 micro cervejarias. Chegou a vez da Grécia, famosa por seus azeites e suas ilhas paradisíacas, mas que também produz uma cervejinha, mesmo que timidamente. Digo timidamente, porque dos europeus, os gregos são um dos que menos bebem cerveja.

São meros 35 litros anuais por pessoa. Na Turquia europeia, apesar de apreciarem bebidas alcóolicas, e terem também algumas marcas de cerveja próprias, o mercado cervejeiro perde total espaço para o “raki” ou “leite de leão”. Bebida destilada com 45% de volume alcóolico. Que é para os turcos, como a caipirinha é para nós brasileiros. Não importa em qual desses países você esteja. Fique certo de que jamais faltará opções de cerveja em sua mesa.

Beba menos, beba melhor!

Por Rogério Santiago

Para produzir sua própria cerveja entre em contato pelo e-mail: cervejariasr@hotmail.com.br Instagram @_rogersantiago_o #culturacervejeirasr