Decreto estabelece regras de funcionamento para o comércio em Ibiúna

Ibiúna estabeleceu regras para a abertura do comércio da cidade até o dia 07 de abril. As medidas foram publicadas na segunda-feira (30) e poderão ser estendidas, caso o governo estadual prorrogue o estado de quarentena.

O município não dispõe de suporte adequado para enfrentamento da emergência de saúde pública para o novo coronavírus, e por causa disso, visa que as regras estabelecidas ajudem a impedir o contágio entre a população.


Fica permitido a abertura diária de postos de combustíveis e farmácias, desde que evitem a aglomerações de clientes; restaurantes, pizzarias, casa de materiais para construção, lanchonete e padarias também podem funcionar todos os dias desde que seja apenas pelo serviço de entregas (delivery), sem a abertura física dos estabelecimentos.


Açougues, peixarias, borracharias, mercearias e supermercados, oficinas mecânicas poderão funcionar de segunda a sábado desde que tenham um controle de entrada de clientes e consumo proibido no local. As feiras livres poderão funcionar normalmente apenas com a vendas de produtos in natura e sem comercialização de alimentos prontos no local. A vendas de gêneros agrícolas como casas de ração, insumos e equipamentos agrícolas e autopeças podem ter seu expediente de segunda a sábado, com balcões na porta e controle na entrada de clientes.


De acordo com o decreto, fica proibida a realização de eventos em ambientes fechados e/ou abertos de qualquer natureza em buffets, casas de espetáculo, bares, restaurantes, tabacarias e congêneres. Os estabelecimentos que comercializam gêneros alimentícios devem realizar a limpeza de cestas e carrinhos com álcool 70% , além de disponibilizar álcool em gel 70% ou similar para os seus clientes, bem como, para os que disponham de instalações sanitárias, sabonete bactericida ou similar e toalhas descartáveis.


As empresas com permissão de abertura deverão adotar rotinas de limpeza e manutenção gerais do estabelecimento e dos aparelhos de ar condicionado, observando rigorosamente as orientações e normas das autoridades de saúde e sanitária; além higienizar as máquinas para pagamento eletrônico após a cada uso.