Mairinque reduz pela metade índice de perdas de água

Indicador era de 56% em 2010, ano da concessão dos serviços de água e esgoto à Saneaqua, e hoje é de 27,6% 

O município de Mairinque reduziu pela metade o índice de perdas de água em 11 anos. O indicador que era de 56% em 2010, ano da concessão dos serviços de água e esgoto à Saneaqua, hoje é de 27,6% e coloca Mairinque à frente de muitas cidades brasileiras. 

De acordo com o estudo “Perdas de água potável (2021, ano base 2019): Desafios para a disponibilidade hídrica e ao avanço da eficiência do saneamento básico”, publicado pelo Instituto Trata Brasil neste mês de junho, com base nos dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), quase 40% da água tratada no país é perdida por conta de vazamentos nas tubulações, ligações clandestinas e erros de medição. Isso representa um volume equivalente a 7,5 mil piscinas olímpicas de água tratada desperdiçada diariamente ou sete vezes o volume do Sistema Cantareira – maior conjunto de reservatórios para abastecimento do Estado de São Paulo. 

O estudo aponta ainda que considerando apenas 60% deste volume, que são de perdas físicas oriundas de vazamentos, é possível abastecer mais de 63 milhões de brasileiros em um ano, o equivalente a 30% da população brasileira em 2019. 

À frente dos dados nacionais, Mairinque tem como uma das principais ações de combate às perdas um programa com testes de estanqueidade (vazamentos) e gerenciamento da pressão da água executado pela Saneaqua. Somente neste ano, a concessionária já identificou e sanou 131 vazamentos não visíveis. A iniciativa tem como finalidade, reduzir perdas e equalizar a pressão da água que abastece o município, evitando possíveis rompimentos nas redes de distribuição. 

Os resultados positivos vêm efetivar um amplo programa de ações, desenvolvido diariamente pelas equipes da empresa, com o objetivo de aprimorar continuamente o sistema de controle de perdas de água e que demonstra a preocupação da concessionária com a preservação dos recursos hídricos do município.

“Investimos em tecnologias de monitoramento, criamos setorizações para facilitar as manutenções nas redes de abastecimento e seguimos com as trocas de redes de distribuição, na atualização dos hidrômetros e nos serviços de caça-vazamentos”, explica Rodrigo Dias, diretor de operações da Saneaqua. 

As ações de combate às perdas de água no sistema de distribuição de Mairinque estão entre as principais medidas preventivas do plano de contingência, elaborado pela Saneaqua, para o enfrentamento dos próximos meses de estiagem. 

Obras, como a perfuração de um novo poço no Distrito de Moreiras, e um extenso cronograma de trabalho também estão em andamento para garantir a regularidade do fornecimento de água para atendimento da demanda de consumo, especialmente, nos meses mais secos da deste ano. As ações têm por objetivo manter a prestação de um serviço de qualidade para toda a cidade. 

Consumo consciente 

Além de obras e demais medidas operacionais estabelecidas para o enfrentamento da estiagem, a concessionária também tem em seu Plano de Contingência a campanha “Jogando junto pela água” para incentivar a população a fazer um consumo consciente. A ação reforça a importância da mobilização dos moradores, mostrando que pequenas ações individuais podem trazer resultados coletivos. Com divulgações em redes sociais e mídias locais, a campanha também contará a partir deste mês com a distribuição de folhetos informativos sobre o tema, além do apoio dos leituristas da concessionária, que percorrerão as ruas da cidade vestindo a “camisa” do time proposto pela campanha. 

+ Obras na redes de água em Mairinque contribuem para redução de perdas e melhoria do abastecimento