COI prevê torcida e rechaça o cancelamento da Olimpíada de Tóquio

Thomas Bach, presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), participou da Conselho Executivo do COI, nesta quarta-feira (11) e falou sobre a presença de público e do improvável cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

“Estamos totalmente comprometidos em organizar Jogos seguros. As Olimpíadas vão acontecer em um ambiente seguro. Estamos cada vez mais confiantes de que teremos um número razoável de torcedores. Quantos e sob quais condições? Depende muito dos desenvolvimentos futuros”, disse Bach em coletiva virtual.

O presidente do COI também anunciou que vai integrar a comitiva na viagem da próxima semana para Tóquio. Na pauta, obviamente, estão as medidas contra a Covid-19 para viabilizar a presença de torcedores.

Bach foi questionado sobre as chances do evento olímpico ser realizado e foi curto na resposta. “Cancelar não está em discussão”, disse o presidente.

Por outro lado, o presidente do COI deixou no ar que o sucesso do torneio de ginástica no último domingo (8) pode ser um fator para a retomada dos testes nas arenas no começo de 2021.

Os eventos-teste são fundamentais no cronograma da organização de qualquer Olimpíada. Servem para avaliar a funcionalidade das arenas onde as disputas acontecerão e também aprimorar o trabalho de todas as pessoas que irão atuar na competição naquele local.