Eliminatórias para a Copa do Mundo da FIFA Qatar 2022™ recomeçam durante pandemia

Divulgação: FIFA

O caminho para o Catar em 2022 começou hoje para as equipes das zonas da UEFA (Europa) e da Concacaf (América do Norte e Caribe), com 17 partidas valendo classificação para a Copa do Mundo da FIFA™ agendadas ao longo do dia. Na primeira delas, a Holanda perdeu para a Turquia por 4 a 2, jogando em Istambul.

A atual campeã França e Portugal, com Cristiano Ronaldo, estão entre as seleções em ação na Europa. Os confrontos incluem:

  • Portugal 1 a 0 Azerbaijão
  • Sérvia 3 a 2 República da Irlanda
  • Malta 1 a 3 Rússia
  • Bélgica 3 a 1 País de Gales
  • Estônia 2 a 6 República Tcheca
  • Chipre vs Eslováquia
  • Finlândia 2 a 2 Bósnia e Herzegovina
  • Letônia 1 a 2 Montenegro
  • Eslovênia 1 a 0 Croácia
  • França 1 a 1 Ucrânia
  • Gibraltar 0 a 3 Noruega

Os jogos da região da Concacaf acontecem na sequência.

  • Antígua e Barbuda 2 a 2 Montserrat
  • Suriname 3 a 0 Ilhas Cayman
  • São Cristóvão e Névis 1 a 0 Porto Rico
  • República Dominicana 1 a 0 Dominica
  • Guatemala 1 a 0 Cuba

Os resultados e resumos de todas as partidas ficam disponíveis no site da FIFA.

Palpite para quinta-feira

Na quinta-feira, 25, Alemanha e Islândia se enfrentam, em Duisburg, às 16h45 (de Brasília), com transmissão ao vivo pela TNT, na TV fechada, e pelo Estádio TNT Sports, na internet. A tetracampeã mundial é superfavorita, as casas de apostas chegam a pagar 23 para 1 na vitória do time islandês.

Esta será a primeira partida depois da saída oficial do técnico Joachim Low, que passou a acumular fracassos após a eliminação na primeira fase da Copa da Rússia em 2018. Na sequência, a Alemanha foi rebaixada para Segunda Divisão na primeira edição da Liga das Nações da Uefa (uma virada de mesa recolocou o país na elite dessa competição). No ano seguinte, a equipe não foi rebaixada, mas perdeu por 6 a 0 para a Espanha, o que deixou a situação insustentável.

Nas últimas oito partidas que disputou, a Islândia sofreu sete derrotas. Os islandeses também escaparam da degola na edição inaugural da Liga das Nações da Uefa devido ao “tapetão”, mas acabaram sendo rebaixados na segunda edição. O time vem perdendo rendimento desde que foi vedete nos anos 2016 e 2017 e por isso é franco atirador nesse duelo.