Futebol e ginástica são preferidos por brasileiros em Tóquio

Com a pandemia do coronavírus, os Jogos Olímpicos de Tóquio foram adiados no ano passado para começarem no próximo dia 23 de julho e a tecnologia deve ser o grande aliado para o público interessado em acompanhar um dos maiores eventos do mundo. É o que mostra uma pesquisa recente realizada pela companhia AdColony e divulgada pela Adsmovil, empresa líder em soluções de publicidade digital na América Latina e no mercado hispânico dos Estados Unidos. 

Segundo o levantamento, 55% das pessoas ouvidas pretendem assistir aos Jogos Olímpicos pela televisão, enquanto a preferência de 45% é pelo celular, 40% pelo computador, 27% pelas TVs conectadas e 22% pelo tablet. A Country Manager Brasil da Adsmovil, Leila Borges Guimarães, ressalta que a tecnologia será essencial para as pessoas acompanharem, principalmente entre o público que normalmente tem a experiência de assistir às disputas ao vivo.

Leila aponta, ainda, que os telespectadores devem utilizar diversos dispositivos para acompanhar as disputas, sendo que 62% acredita na importância de assistir ao evento de diversas formas, 58% devem ver em mais de uma plataforma e outros 50%, provavelmente, devem baixar algum aplicativo de celular para assistir às Olimpíadas.

“Com o advento da tecnologia, a experiência das pessoas mudou em relação ao acompanhamento de eventos esportivos, inclusive com a possibilidade de acessar diversos conteúdos individualmente ou de forma simultânea, algo que será possibilitado pelas empresas que detém os direitos de transmissão, com intuito de democratizar cada vez mais o acesso a esse tipo de entretenimento”, comenta a Country Manager Brasil da Adsmovil. “A tecnologia se tornou essencial em meio à pandemia e para os Jogos Olímpicos de Tóquio não seria diferente, já que muitas pessoas que iriam fisicamente ao evento estarão impossibilitadas de fazê-lo devido às restrições impostas pelo governo do Japão. Porém, com os diversos recursos tecnológicos existentes será possível ampliar e viver essa experiência”, explica a executiva. 

O levantamento mostra, também, que parte do público assistirá  as  partidas realizando outras atividades, tais como jogos virtuais (62%), acesso às redes sociais (58%), leitura sobre conteúdo olímpico (56%) e pesquisa de anúncios dos patrocinadores do evento (44%). Entre os aplicativos mais acessados, destacam-se os de jogos (58%), redes sociais (56%) e notícias (53%).

Curiosidades e preferências do público olímpico

A pesquisa indica, ainda, que entre os esportes estreantes na edição de Tóquio, o público está mais animado em acompanhar o surfe (52%), seguido por skate (48%) e caratê (41%). Já entre os esportes tradicionais, o futebol (72%) é o mais esperado, seguido por ginástica (68%) e vôlei (64%). 

Uma curiosidade destacada no levantamento é que 53% das pessoas têm  preferência no consumo de cervejas enquanto acompanham  as Olimpíadas ou outros eventos esportivos. Com relação aos locais onde os telespectadores  planejam assistir às competições, destacam-se a própria casa (77%), as residências dos familiares (62%) ou dos amigos (57%).

Por fim, 52% e 48% dos entrevistados no levantamento são, respectivamente, mulheres e homens. Já sobre a faixa etária, 11% dos ouvidos têm menos de 18 anos; 17%, entre 16 e 24 anos; 32%, entre 25 e 34; 18%, entre 35 e 44; 16%, entre 45 e 54; 4%, entre 55 e 64 anos; e 2%, mais de 65 anos.