Participação feminina na São Silvestre quase triplica em 15 anos e bate recorde

A participação feminina na Corrida Internacional de São Silvestre de 2019 foi a maior já registrada nas 95 edições da prova pedestre paulistana. Segundo a organização do evento, 33,45% dos inscritos eram mulheres.

A presença delas na São Silvestre tem sido cada vez maior. Vinte anos atrás, em 1999, representavam somente 6,88% do total de medalhistas – 795 atletas, ao passo que 10.758 homens completaram o percurso de 15 km. Na edição de 2004, elas eram só 11,49%, quase três vezes menos que em 2019; já em 2014, 25,63%.

Os organizadores colocaram à venda 35 mil inscrições em 2019, 5 mil a mais que em anos anteriores. Fundação Cásper Líbero e Yescom não mais divulgam publicamente os números finais, mas, analisando os dados disponíveis, pode-se afirmar que cerca de 30 mil pessoas chegaram ao fim da prova – sempre há abandonos e atletas que nem sequer largam.

É possível dizer com toda a certeza que mais de 10 mil mulheres receberam medalha na avenida Paulista, outro recorde do evento. (Fonte: Portal Esportividade)