Rugby São Roque e Confederação Brasileira firmam parceria em prol da difusão do esporte

No último sábado, 2, parte do elenco do Rugby São Roque (RSR) participou do encontro realizado pelo Instituto CCR e Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) junto a Secretaria de Educação. Direcionada a capacitação de educadores físicos para a inserção do rugby nas escolas municipais de São Roque, tal oficina foi ministrada por Arnaldo Montenegro e marcada pela entrega de materiais e informações sobre as principais características do esporte.

Paralelamente a esta oficina, o RSR firmou acordo com a CBRu, expondo o interesse em participar de projetos que envolvam a divulgação e ensinamento da cultura rugbier na cidade de São Roque. O RSR gostaria de agradecer a Arnaldo Montenegro tanto pelo curso, como também pelo suporte que vem sendo dado à equipe são-roquense desde o inicio deste segundo semestre.

A história do Rugby

Uma lenda diz que o rugby surgiu de uma jogada irregular do futebol, na qual um jogador do colégio de Rugby (situado na cidade inglesa com o mesmo nome) teria pegado a bola do jogo com as mãos e seguido com ela até a linha de fundo adversária, em 1823.

O rugby só foi reconhecido como esporte pela em 1863. Contudo, sabe-se que várias formas de jogo com bola existiram pela Europa no século XIX, e que tanto o Rugby Football (o rugby atual que controlado pela IRB) quanto o Football Association (o futebol atual que controlado pela FIFA) tiveram caminhos parecidos, sendo, portanto, dissidências de uma mesma forma de jogar futebol.

Em 1871 foi fundada a Rugby Union em Londres, e da Inglaterra expandiu-se para o mundo. No País de Gales, onde o rugby tem raízes profundas principalmente na população humilde, encontrou terreno propício para o seu desenvolvimento auxiliado pelo espírito do povo. Posteriormente foi levado para a Escócia, Irlanda, continente europeu (notadamente para a França) e navegou rumo às colônias do Império Britânico: Austrália, África do Sul, Nova Zelândia, Canadá e Estados Unidos da América.