Southampton é o primeiro clube da liga inglesa a fazer ajustes no salário de jogadores

O Southampton se tornou o primeiro clube da Premier League a anunciar que seus jogadores adiarão parte de seus salários em meio à pandemia de coronavírus.

O gerente Ralph Hasenhuttl e sua equipe, bem como o conselho de administração, também adotarão a medida até junho.

Os clubes da Premier League disseram anteriormente que pediriam aos jogadores um corte salarial de 30% para proteger os empregos.

No entanto, a associação de jogadores profissionais disse que isso afetaria as contribuições fiscais para o NHS (equivalente ao SUS britânico). Na segunda-feira, os jogadores da Premier League lançaram a iniciativa #PlayersTogether para gerar e distribuir fundos para o NHS.

Southampton também disse que não usará o esquema de licença do governo durante abril, maio e junho e que todos os funcionários que não aderirem ao adiamento “continuarão a receber 100% de seu salário”.

O clube diz que as ações dos jogadores, treinadores e diretores no adiamento de salário “ajudarão a proteger o futuro do clube, os funcionários que trabalham nele e a comunidade que servimos”.

Os jogadores negociaram clube por clube os cortes salariais propostos depois que as negociações para um acordo coletivo em resposta à crise do coronavírus foram interrompidas sem resolução no fim de semana.

Com informações da BBC