Homem da cobra é preso pela polícia

Pedro Henrique Krambeck, estudante de veterinária que ficou conhecido por ter sido picado pela cobra de estimação no começo de julho, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta quarta-feira, 29.

O jovem, de 22 anos, é suspeito de crime ambiental pela posse de uma espécie naja e por tentar atrapalhar as investigações. Ele foi detido na própria residência, pela equipe da Operação Snake, que investiga esquema de tráfico de animais. A prisão é temporária, ou seja, tem validade de cinco dias.

Na semana passada, um amigo de Pedro também foi detido por suposta tentativa de ocultar provas de crimes, suspeito por tentar esconder serpentes do colega. De acordo com as investigações, Pedro criava a naja em casa e teria ainda a posse de outras cobras exóticas, sem autorização do Ibama.

A Polícia Civil disse um perito médico acompanhou a prisão para verificar as condições de saúde do jovem que chegou a ficar em coma e recebeu alta no dia 13 de julho. Ele havia apresentado um atestado médico e só prestaria depoimento em agosto.