Mairinque termina 2021 com o volume de chuvas 26% abaixo dos dados registrados em 2020 e consumo elevado

Volume acumulado de chuvas no último ano foi de 686 milímetros, enquanto em 2020 a cidade registrou um acumulado de 936 milímetros

A Saneaqua, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto em Mairinque, informa que a cidade registrou em 2021 um acumulado de 686 milímetros de chuvas. Esse índice é 26% menor quando comparado ao mesmo período do ano anterior, que somou 936 milímetros, de acordo com dados da rede pluviométrica do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), responsável por medir o volume de chuvas em todo o estado de São Paulo, e de equipamentos instalados pela BRK em suas captações.

No mês de dezembro, o índice pluviométrico da cidade foi de 108 milímetros, ou seja 32,5% inferior ao registrado em 2020, quando no mesmo mês foram contabilizados 160 milímetros de chuva.

A concessionária monitora o comportamento hídrico dos mananciais Fiscal e Carvalhal, além dos 19 poços subterrâneos que complementam o abastecimento da cidade. Os mananciais e poços apresentam situação normal, sendo que o Fiscal, principal fonte de captação do município, está com o nível de 2,65 m, e o mínimo necessário para operação é de 2,20 m, enquanto o Carvalhal está em 2,11 m, sendo que o mínimo para operação é 1,70 m.

Os poços seguem com o nível de 35,0 metros de profundidade e o mínimo para captação é 60,0 metros.

Apesar da melhora nas vazões atuais dos mananciais, a condição do abastecimento ainda é de atenção e o consumo médio em Mairinque tem se mantido elevado, apesar dos alertas e orientações da concessionária com relação a necessidade do uso consciente e racional da água.  

Em 2021, o consumo médio registrado por habitante/dia foi de 166 litros, o que significa que cada pessoa consumiu, pelo menos, 56 litros de água a mais por dia que o recomendado pela Organização das Nações Unidas (ONU); que diz que cada pessoa necessita de cerca de 110 litros de água por dia para atender às necessidades de consumo e higiene.

A Saneaqua realizou ao longo de 2021 uma série de obras, investimentos e medidas preventivas, estabelecidas em um Plano de Contingência para o enfrentamento do período de estiagem, mas ainda é primordial a colaboração dos mairinquenses para que seja possível manter toda a cidade abastecida.

“O momento é de atenção com relação aos hábitos de consumo que contribuem para uma má gestão dos recursos hídricos. Costumes como lavar calçadas e carros, deixar a torneira mal fechada, tomar banhos demorados e/ou manter a mangueira ligada sem uso, devem ser abolidos, pois agravam a situação”, ressalta Bruno Gravatá, gerente de operações da Saneaqua.

É importante destacar que a Saneaqua segue com a campanha “Jogando junto pela água”. A ação conta com uma página exclusiva na internet (https://jogandojuntopelaagua.com.br/), que reúne todas as informações relacionadas a estiagem, como dados atualizados dos mananciais de captação, índices pluviométricos e um detalhamento das ações da concessionária no município. A campanha também conta com veiculações em mídias tradicionais, como jornais e sites de notícia, ações em redes sociais, carro de som, envio de mensagens de SMS aos clientes e entrega de folheto com dicas de consumo consciente à população.

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados