Pedágios da região sobem a partir de 1º de dezembro

A partir da zero hora do dia 1º de dezembro, as tarifas de pedágio das rodovias estaduais da região sofrerão reajuste de 1,87%. Os novos valores passariam a valer em 1º de julho, porém o aumento foi postergado por cinco meses em virtude dos impactos econômicos ocasionados pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O reajuste foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) de 30 de outubro.

De acordo com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), a correção será pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), entre julho de 2019 e junho de 2020.

Conforme a publicação no DOE, o reajuste do valor da Base Tarifária Quilométrica, para os lotes 28 e para lotes integrantes da 1ª Fase (9 lotes) e da 2ª Fase (5 lotes e Rodoanel Mário Covas – Trechos Oeste, Sul e Leste) do Programa Estadual de Concessão de Rodovias, terá percentual de 1,877703%, baseados na evolução do IPCA.

Procurada, a Artesp informou que o reajuste tarifário de 1,88% (arredondado) será aplicado nas praças de pedágios de todas as concessionárias da primeira e segunda fases do Programa de Concessões Rodoviárias, bem como nas praças do Rodoanel nos trechos Leste, Sul e Oeste e na concessionária Entrevias.

Quanto aos nove lotes correspondentes à 1ª fase estão as concessionárias: Autoban, AB Colinas, Ecovias, Intervias, Renovias (região sanjoanense), SPVias, Tebe, Triângulo do Sol e Via Oeste.

Já em relação à 2ª fase estão as concessionárias: CART, Ecopistas, RodoAnel, Rodovias do Tietê, Rota das Bandeiras, SPMar, e Via Rondon. “Sobre os valores de pedágio, a publicação no Diário Oficial e os demais meios de comunicação dos valores específicos para cada praça de pedágio estão sendo providenciados pela Agência”, informou.

Imagem: Jornal Cruzeiro do Sul