Vacina da Moderna possui 94,5% de eficácia, apontam resultados preliminares

A empresa de biotecnologia Moderna, Inc., disse, nesta segunda-feira (16), que sua vacina experimental foi 94,5% eficaz na prevenção da Covid-19, de acordo com uma análise preliminar de seu ensaio clínico. A notícia chega uma semana depois que a Pfizer e a BioNTech disseram que sua vacina tinha mais de 90% de eficácia.

Os resultados para ambas as vacinas vêm de análises preliminares de grandes estudos clínicos e ainda não foram publicadas em nenhuma revista científica. O estudo da Moderna de fase três contava com 30 mil voluntários, em que metade recebeu duas doses da vacina com 28 dias de intervalo, a outra metade recebeu duas doses de um placebo no mesmo esquema.

Houve 95 casos de doença Covid-19 entre os participantes do estudo e apenas cinco desses casos estavam no grupo vacinado, enquanto os outros noventa que ficaram doentes estavam no grupo que recebeu o placebo. Destes, ocorreram 11 casos graves da doença.

Os resultados indicam que a vacina está induzindo o tipo de resposta imune que protege as pessoas caso fossem expostas ao coronavírus, já que o número de infectados no “grupo vacina” foi muito menor se comparado ao grupo de controle que recebeu o placebo.

“Esta análise provisória positiva de nosso estudo de Fase 3 nos deu a primeira validação clínica de que nossa vacina pode prevenir a doença Covid-19, incluindo doenças graves”, disse Stéphane Bancel, diretor executivo da Moderna, em um comunicado.

Fonte: Infomoney