Investir em motivação lidera prioridades das grandes empresas, revela pesquisa

Investir em mentoria e coaching está entre as prioridades de grandes executivos do mercado mundial, segundo revelou uma pesquisa feita recentemente pela AESC – The Association of Executive Search and Leadership Consultants, empresa especialista em pesquisa executiva e consultoria em liderança. Coaching Executivo está no topo, como intenção de investimento de mais de 50% dos entrevistados. Mentoria ocupa o quinto lugar, com mais de 29% dos executivos interessados.

Mas porque esse se tornou um investimento necessário e muito procurado pelas grandes empresas? “Uma mentoria proporciona a cada colaborador autoconhecimento, a visão da sua importância na empresa e melhoria na parte comportamental de cada indivíduo. Melhora o desempenho individual, aumenta o comprometimento com o grupo de trabalho, colaboração, maior atenção à necessidade dos clientes e mais motivação”, explica o especialista em Mentoria e Coaching, Roque Gonçalves.

Manter um funcionário motivado é fundamental para os resultados da empresa, segundo Gonçalves. “Mas a motivação não é só financeira, é preciso entender qual a real necessidade de cada colaborador. Nesse processo conseguimos descobrir os anseios e aflições de cada um, focando no autoconhecimento para realizar as metas pessoais e profissionais. Um colaborador feliz faz maravilhas em qualquer lugar”.

E isso se confirma com a experiência do empresário Roque Silva, diretor do Ski Mountain Park, em São Roque, interior de São Paulo, que após um treinamento com duração de três meses constatou mais comprometimento da equipe com o “todo” da empresa. “Pudemos desenvolver estratégias para alcançar os objetivos, com melhora no atendimento ao cliente identificando suas reais necessidades, isso sem falar na melhora do desempenho da equipe. Certamente houve uma mudança significativa no comportamento individual e em grupo, ocasionado com isso um processo acelerado de produtividade”, conta.

Autoconhecimento, motivação, foco, mudança comportamental. Gonçalves conta que durante o processo de treinamento, uma das atividades é realizar um quadro de metas pessoal. “Nele é possível verificar os progressos de cada um. Em um dos treinamentos realizados vi uma líder que estava na corda bamba por conta de seu comportamento, conquistar mudanças significativas, adquirindo a confiança da diretoria e permanecendo na equipe e ainda com aumento de salário”.

Para Silva investir em motivação é também uma prioridade e hoje em dia um diferencial para que as empresas criem um novo tipo de relacionamento com os funcionários e consequentemente com os clientes. “Investir em mentoria é indispensável. O profissional, não tendo o vínculo emocional com a empresa, analisa tudo de forma racional, fazendo com que os empresários e colaboradores tenham uma visão ampla do negócio, contribuindo com isso para seu crescimento. Para quem busca melhoria contínua e consolidação no mercado, hoje tão exigente, a mentoria é essencial para o desenvolvimento do capital humano, e para a conquista de resultados significativos. O retorno é certo!”, garante o empresário.

Equipe do Ski Mountain Park obteve crescimento após treinamento motivacional
Marcelle Parente