Mairinque reabre comércio e Prefeitura faz apelo: “que a população colabore com as medidas de contenção ao vírus”

A Prefeitura de Mairinque, por meio do Decreto nº 6.678/2020, estabeleceu a partir desta segunda-feira (01) as regras para adesão do município ao Plano São Paulo. Com isso, Mairinque passa a liberar, com restrições, as atividades classificadas como imobiliárias, concessionárias, escritórios e comércio. Estes estabelecimentos, devidamente registrados, só poderão abrir das 10h até às 14h, de segunda à sábado, funcionando com 20% da capacidade informada pelo AVCB do Corpo de Bombeiros, especificações essas debatidas, inclusive, com os representantes da Associação Comercial e Empresarial de Mairinque – ACEMK, na manhã do dia 1º de junho.

Esses estabelecimentos deverão fixar informativos de prevenção da contaminação pela COVID-19 nas áreas de fluxo de clientes, além de adotar medidas especiais, visando à proteção de idosos, gestantes, pessoas com doenças crônicas ou imunodeprimidas.

Além destes locais, fica estabelecido também que igrejas e demais templos religiosos deverão seguir as determinações do decreto municipal e do “Plano São Paulo”.

Cabe ressaltar que esta classificação é emitida pelo Governo do Estado mediante o avanço, ou recuo, do Coronavírus. O cálculo feito tem como base os números de casos, internações e óbitos, além da taxa de ocupação de UTIs e a disponibilidade de vagas por 100 mil habitantes.

Se a região mantiver a curva epidemiológica estabilizada por mais de 14 dias ou apresentar redução na epidemia, a classificação poderá ser alterada com mais flexibilizações, sendo que o inverso também pode ocorrer se mais casos da Covid-19 forem notificados.

“Essas são as atividades liberadas pelo Governo do Estado e assim que novas medidas forem publicadas, a Prefeitura se pronunciará. Portanto, fica o apelo do Poder Público Municipal para que a população colabore com as medidas de contenção ao vírus e de distanciamento social”, apelou a Prefeitura.