Mairinque recebe a 4ª Etapa do Circuito Mangalargada 2022

Evento acontece neste sábado (06), no Sítio Malagueta, e conta com o apoio da ABCCRM

Situada próxima a Itu e Sorocaba, a cidade de Mairinque, possui uma forte ligação com os cavalos. O Caminho Real, estrada que interligava as principais cidades do estado rumo a Minas Gerais no tempo do Império, passa pela cidade.

E não é à toa que, a cidade recebe, mais uma vez o cavalo Mangalarga. Neste sábado (6), será realizada a 4ª Etapa do Circuito Mangalargada 2022, que acontece no Sítio Malagueta, com o apoio da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM).

Você sabe o que é uma Mangalargada?

A Mangalargada nada mais é do que uma cavalgada diferente, com um toque de competição, que reúne toda a família mangalarguista em prol do esporte. Durante o trajeto, as equipes possuem algumas regras e etapas que devem ser cumpridas. A não realização dessas etapas resultam em perdas de pontuação. O trajeto envolve os andamentos a passo, marcha curta, média, longa e galope, com velocidades que variam entre 6, 9, 12, 15 e 18 quilômetros/hora.

A disputa dura cerca de duas horas e qualquer animal registrado na associação pode participar. Além disso, crianças a partir dos cinco anos, usando capacete e acompanhadas dos pais ou responsáveis, também podem cavalgar.

Vale ressaltar que o grande objetivo da Mangalargada é promover a interação entre os Mangalargas e seus criadores, sendo uma oportunidade para conhecer de perto toda a versatilidade da raça. “É um momento de união entre a família e os amigos com a nossa maior paixão: os cavalos. É uma forma de incentivarmos os criadores a usarem seus animais e desfrutarem de todas as qualidades deles e ainda, trazer novos usuários para a raça”, frisa Pedro Alvares de Mello, proprietário do Sítio Malagueta.

A expectativa da organização é receber mais de 50 conjuntos de todos os núcleos do estado, para celebrar e desfrutar de um trajeto de 27 km, entre pastagens de aveia, feno e trechos de Mata Atlântica. “São 6 km de mata fechada, uma oportunidade para os participantes vivenciarem toda a natureza da região”, afirma.

O médico veterinário Geraldo Fantine e sua equipe serão os responsáveis pelo Vet Check, momento em que o animal é avaliado para saber se durante a prova ele sofreu algum tipo de lesão, tudo para garantir o bem-estar dos animais.

E com o intuito de deixar o encontro ainda mais especial, será oferecido um belo café da manhã e um almoço campeiro aos participantes, além de muita moda de viola.

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados